The Japanese Girl editam álbum de estreia

The Japanese Girl editam álbum de estreia

Redacção

Gravado em inícios de 2015, “Sonic-Shaped Life” é o disco de estreia dos portuenses The Japanese Girl que acaba de chegar ao mercado de edições pela mão da mítica editora Munster Records.

Dez faixas que desenham o universo próprio do rock hipnótico e neo-psicadélico da banda, marcadas pelas paisagens mais negras do garage rock, de inspiração drone, e as incursões por em ambientes mais solarengos, próximos das fileiras mais “trippy” e cintilantes da pop.
O single de estreia, “You Should Have Switches”, já a circular na internet, habita esse reino que se estende entre os inícios dos The Jesus and Mary Chain e os Thee Oh Sees.

​Os The Japanese Girl são uma banda de Penafiel/Porto, formada no final de 2013 por Bruno Sousa, Corinna Sousa e Emanuel Cunha. Começaram por usar duas guitarras, órgãos, caixas de ritmos vintage, ecos de fita, e imediatamente despoletaram um som​ cru e poderoso, algures entre o garage rock e o psych lo-fi. Recentemente contam com a presença do baterista Carlos Nemeth que vai marcando o ritmo entre as camadas opiáceas de reverb. Nos seus ruidosos e intensos concertos fazem-se acompanhar de projecções igualmente inquietantes. Além dos concertos em nome próprio, já tocaram com bandas como The Wands, Jacco Gardner ou Girls Names, ou também em festivais como o Sound Bay Fest, as Cartaxo Sessions ou o Reverence Festival Party.

japanese

No início de 2015 gravaram num estúdio analógico o seu LP de estreia “Sonic-Shaped Life” que será lançado em meados de Novembro pela lendária editora madrilena Munster Records. Como avanço, em Setembro desvendaram o single “You Should Have Switches”, lançado em 7″ também pela Munster Records.

A apresentação oficial do disco de estreia dos The Japanese Girl acontece dia 7 de Novembro no Sabotage Club nas noites de Kaleidoscope, a festa da música psicadélica por excelência.

EGITANA