Viriatada De Outubro #1: Moullinex, Ganso, Júlio Resende, Rapaz Ego, entre outros

Viriatada De Outubro #1: Moullinex, Ganso, Júlio Resende, Rapaz Ego, entre outros

Redacção

De Moullinex a Ganso, passando por Papillon, Júlio Resende ou Rapaz Ego, esta é a Viriatada, o espaço que acolhe alguns dos lançamentos da música portuguesa desta semana.

MOULLINEX – “Running In The Dark” // Escrito durante um período de perda pessoal e incerteza, “Running In The Dark” é composto por uma paleta sonora mais pessoal e emotiva e é o primeiro avanço do próximo álbum de Moullinex. O single vem acompanhado de um videoclipe de Bruno Ferreira com participação de Joana Ribeiro e Olga Roriz, que só estará disponível a partir do próximo dia 14. As gravações de parques infantis, as pegadas suaves de uma kora (instrumento tradicional da África Ocidental) e as vozes sonhadoras de GPU Panic, unem-se a quebras mais agressivas e linhas de baixo arpejadas que criam uma dualidade musical de claro-escuro. O novo disco do Moullinex chega em 2021 enriquecido com a mistura de David Wrench (Caribou, Frank Ocean, The XX).

GANSO – “Não Tarda: Demos” // Um ano após o lançamento de “Não Tarda”, os Ganso disponibilizam as demos que lhe deram origem no Bandcamp e no YouTube, acompanhadas por um vídeo realizado por Gonçalo Perestrelo e Domingos Coimbra. As versões finais poderão ser ouvidas ao vivo no SBSR.FM Em Sintonia, em Dezembro, no Altice Arena, em Lisboa. «No Verão de 2017, poucos meses depois do lançamento do “Pá Pá Pá”, fizemos um retiro em Mogofores onde ganharam vida as primeiras músicas do “Não Tarda”. Num gravador de 4 pistas, registaram-se as primeiras demos de “Os Meus Vizinhos”, “O Teu Riso” e outras jams obscuras. No seguimento desse ano e ao longo do seguinte, já em Lisboa (e numa ida esporádica a Porto Covo), foram nascendo muitas outras. Ainda sem qualquer voz, podemos ouvir nestas demos cinco ideias que ficaram e outras cinco que passaram, em pé de igualdade, com o mesmo nível de esperança depositado», escrevem os Ganso em comunicado enviado às redacções.

Não Tarda: Demos by GANSO

FIVE – “Difícil Dizer-te Que Sim” // Os Five são uma banda de originais pop-rock em português, da zona do Ribatejo e lançaram recentemente o EP “Prisma”, que inclui os singles “Dona Da Razão”, “Só Tenho Uma Razão” e “Difícil Dizer-te Que Sim”. Os temas encontram-se disponíveis em todas as plataformas digitais, incluindo Spotify, iTunes e Google Play e podes ver o vídeo para “Difícil Dizer-te Que Sim” no player abaixo. Os Five são quatro: Ricardo Neiva (voz), Mariana Seixas (teclas), André Oliveira (guitarra) e Samuel Palhas (bateria).

RUI GAIO – “Período Rochedo” // Trezentos e sessenta e cinco everydays é o projecto musical audiovisual de Rui Gaio. «Numa frenética odisseia criativa, a experiência do quotidiano é convertida em peças musicais, combinada com imagens em movimento e imediatamente publicada num canal de youtube. Tendo como base o piano e sintetizadores, estas peças designadas de “everydays” vão-se avolumando até completar o objetivo utópico de alcançar o número 365», explica o artista em comunicado. Num primeiro ciclo, Rui Gaio lançou 24 peças, algumas delas com colaborações como é o caso de “Eu Por Ti Amava O Mundo”, com Bia Maria na voz, ou “Folares”, com realização cinematográfica de André Matos Cardoso. Depois disso já lançou mais três músicas, “#25 Loving by your side”, “#26 Winter is born” e “#27 Período Rochedo”, cujo vídeo podes espreitar mais abaixo. Rui Gaio não exclui a hipótese de compilar algumas das suas peças em disco, estando neste momento a ser produzidos alguns temas. O processo criativo «é dinâmico, pelo que a qualquer momento pode ser lançado mais um everyday» no canal de YouTube do músico.

DIANA OLIVEIRA – “Stuck In My Head” // Depois do lançamento do EP de estreia “Goal”, com selo da Discotexas, Diana Oliveira leva-nos agora numa viagem pelo futuro com o lançamento do vídeo da faixa “Stuck In My Head”. Esta viagem teve a sua primeira paragem no dia 2 de Outubro, com a versão física em 12” do seu mais recente trabalho. Segundo Diana Oliveira, «o techno é apenas um lugar estranho se não soubermos como lá chegar». Confere o vídeo aqui:

9 MILLER – “Carne De Cão” // Já está cá fora o primeiro EP de 9 Miller. Chama-se “Carne de Cão” e é composto por sete temas: “Life” (prod. Benji Price), “Sangue” (prod. Agir), “Pensa Bem” (prod. Agir), “Só Eu Sei” feat. T-Rex & Phoenix RDC (prod. Beatoven), “Sai da Frente” (prod. Agir e Scratch DJ Big), “UAU” (prod. Mizzy Miles & James Gold) e “Wappa/Fozen” (prod. Mizzy Miles). «Esta não era a altura certa para lançar o meu primeiro álbum, que está prometido há algum tempo e por não querer ficar parado acabou por surgir desta forma o EP. Foi um projecto de quarentena, que mistura o meu alter ego de 9 Miller com o Mauro», explica o artista em comunicado. O EP está disponível aqui.

JÚLIO RESENDE – “Vira Mais Cinco” // Júlio Resende acaba de lançar “Vira Mais Cinco (Para o Zeca)”, o novo single de apresentação do novo álbum do pianista, que será editado no próximo dia 30 de Outubro. Sobre este tema, refere Júlio Resende: «É música portuguesa. É música para o Mundo. É uma espécie de vira, para virar a música ao contrário, de pernas para o ar, como quem faz o pino. E o Zeca também procurou virar a mesa, virar para o lado melhor o mundo que vivia. Cantemos. Dancemos. Mas não fiquemos parados. Vira! Vira. O melhor da vida é o contrário do invariável». “Vira Mais Cinco (Para o Zeca)” faz parte do álbum “Júlio Resende Fado Jazz Ensemble”, que como diz o título se caracteriza por uma surpreendente e original combinação entre os dois estilos musicais. Este trabalho contou com a participação de músicos como Alexandre Frazão na bateria, André Rosinha no contrabaixo e Bruno Chaveiro na guitarra portuguesa. Confere o mais recente tema do pianista no vídeo abaixo:

EVACIGANA – “Fortuna” // Banda de Torres Vedras/Cadaval que lançou o segundo EP, intitulado “Fortuna”, constituído por três temas e gravado nos Estúdios da Bela Flor por Nuno Monteiro (Memória de Peixe, Filho da Mãe,etc.) e Daniel Silva. “Tempo Morto” é o primeiro single e podes assistir ao vídeo no player mais abaixo. Nascidos em 2018, nas Caldas da Rainha, os Evacigana habitam num espaço onde «o rock angular e espástico, a pop alternativa e as texturas electrónicas se fundem de forma natural e orgânica». A banda é formada por João Moreira (voz/guitarra), Filipe Nunes (baixo/voz/teclados), Rúben Lopes (guitarra/voz) e Alexandre Bandola (bateria/voz). Dizem-se praticantes de «rock/metal alternativo de bandas como os Deftones, à electrónica de uns Boards of Canada, deambulando pelo meio de géneros como o shoegaze, o jazz e o trip-hop, sem nunca descuidar o mais importante, a canção». Confere aqui:

DEGELO – “Nada” // É o quarto tema do EP de estreia de degelo, que fica agora completo. «Com um início atmosférico, ‘Nada’ distingue-se pelo seu constante crescendo, culminando num fim tumultuoso e apoteótico com um beat que mistura a estética da electrónica com o hip-hop», explica o líder do projecto Pedro Ruela Berga. Este tema junta-se assim a “Estrondo“, “Apologia” e “À Minha Imagem”, o primeiro single que conta com um teledisco no YouTube e que podes conferir mais abaixo. Todos os temas estão agora disponíveis nas principais plataformas de streaming. As músicas nascem das letras e composições de Pedro Ruela Berga, que procura posteriormente um novo olhar sobre as suas ideias. Para o EP de estreia contou com a colaboração de Pedro Simões (Escumalha, RLGNS) e a masterização de Iuri Landolt (I had plans, Egbo).

PAPILLON – “00 Fala Bonito” // Depois de “Chillin”, Papillon surge agora com “00 Fala Bonito”, já disponível em todas as plataformas digitais, e que dá relevo «às relações verdadeiras uns com os outros, sem expectativas, e sublinha a liberdade do prazer que podemos ter seja com uma música, seja com um sorriso, sem culpa». “00 Fala Bonito” foi escrito por Papillon, produzido por Lhast e participação, na guitarra, de Dodas Spencer. A mistura e masterização tem dedo de Charlie Beats.

RAPAZ EGO – “Tan Suave” // Entre os singles de antecipação e a edição de “Vida Dupla”, o adiado LP de estreia de Rapaz Ego, surge agora o EP “Rapaz Ego canta durante la Siesta”. “Tan Suave” é o cartão de visita deste disco (disponível aqui), em formato teledisco realizado por Gonçalo Perestrelo, para estes quatro devaneios latinos, que, entre outras canções já conhecidas ou por descobrir, serão apresentados na Casa do Capitão, dia 17 de Outubro. Segundo o artista, “2020 veio como uma Siesta forçada a um jovem irrequieto e fez Rapaz Ego ver o seu disco de estreia adiado uma temporada. Confinado, os dias ganharam horas e a inquietude da vontade fez correr o verso latino. Há uma honestidade inegável na crueza dessa língua irmã. Rapaz Ego gravou 4 canções que fotografam este momento amargo. Com referências percursoras ao novo disco que virá em 2021, “Rapaz Ego canta durante la Siesta” e descobre-se na aridez deste ano deserto“.

NOVES FORA NADA – “À Solta”// “À Solta” é o novo single dos Noves Fora Nada e foi gravado no BlackSheep Studios por Francisco Dias Pereira e Carlos BB António. Noves Fora Nada são Alex Tavares (Uaninauei, Paulo Bragança), David Santos (TV Rural, Márcia, Real Combo Lisbonense) David Jacinto (TV Rural, Lobo Mau) e Dino Récio (Bichos e Ekta Moai).

CRISTÓVAM – “Setting Sun” // Há muito que a música é a grande paixão de Cristóvam. Seria, no entanto, no decurso do corrente ano que o jovem cantautor originário dos Açores ganharia a notoriedade há muito merecida, graças ao tema “Andrà Tutto Bene”, que se converteu internacionalmente no hino de resistência à pandemia. “Setting Sun” é o primeiro single retirado do segundo álbum de originais de Cristóvam, com edição agendada para 2021. Foi gravado entre os Estúdios Namouche, em Lisboa e o estúdio do próprio artista, na Ilha Terceira dos Açores, em pleno Oceano Atlântico: «Comecei a compô-lo em 2018, quando estava de férias na Sardenha com a minha namorada, e não lhe dei grande seguimento, até que, este ano, devido ao trágico acontecimento que transformou o mundo num lugar deveras estranho, aqueles rascunhos que já tinha escrito ganharam novo significado e relevância. Tive a sorte de encontrar um refúgio perfeito no meu recanto e bem longe de tudo, no meio do Atlântico, concluí esta e outras canções que farão parte deste disco. A letra de “Setting Sun” fala de duas pessoas que estão de tal modo interligadas que, sem dar conta, atravessam a maior das tormentas como se só para elas o mundo fosse um lugar tranquilo e sereno.» O videoclip de “Setting Sun”,  foi realizado por Pedro Varela (Andrà Tutto Bene) e percorre as nove ilhas dos Açores. O filme é protagonizado pela actriz Joana de Verona e produzido pela Blanche Filmes:

MEMA – “Cidade de Sal” //É o EP de estreia da produtora, guitarrista e cantora portuguesa mema. (Sofia Marques), editado em formato físico e digital. O primeiro registo de estúdio da artista conta com seis temas originais, três deles já revelados ao público “O Devedor”, “Perdi o Norte” e “Outro Lado”. Segundo comunicado, mema. representa a «desconstrução do folk, assim como a sua colisão com o indie electrónico e a música pop através de uma busca pela cultura e música tradicional portuguesa, conseguida graças à fusão de instrumentos como o adufe, a guitarra portuguesa e a flauta».

EGITANA