Viriatada Fevereiro #4: Mito, Dengaz, Tainá e Wet Bed Gang, Entre Outros

Viriatada Fevereiro #4: Mito, Dengaz, Tainá e Wet Bed Gang, Entre Outros

Redacção

Mais uma semana, mais uma ronda de Viriatada, o espaço que a AS dedica aos lançamentos da música portuguesa.

A música nacional merece ser partilhada. Existem novos lançamentos todos os dias, todas as semanas, todos os meses, e qualidade é coisa que não falta! A nossa rubrica Viriatada reúne alguns dos destaques da música portuguesa todas as semanas. Poupamos-te o trabalho, só tens de visitar a Arte Sonora, conhecer, ouvir e partilhar.

MITO – “A Razão É Óbvia” // Os Mito são Pedro Zuzarte e Manuel Siqueira (ex-Lotus Fever) e estreiam-se com o disco “A Razão É Óbvia”, que tem colaboradores de luxo como Manel Cruz (Ornatos Violeta), David Jacinto (TV Rural, Lobo Mau) e as Golden Slumbers de Margarida Falcão e Catarina Falcão (aka Monday). O disco pretende «submergir quem quer que seja que carregou play no mundo da banda: um mundo estranho e de barreiras pouco definidas que podem ser quebradas a qualquer momento, onde cada etapa é um passo numa direcção diferente. Leva-nos por campos bonitos, mas também sombrios, e nunca monótonos». O imaginário urbano, contemporâneo, néon e eléctrico funde-se com «um profundo desejo de experimentação, com traços de um pop electrónica de origens indefinidas e que explora a nossa língua materna de uma forma única».

WET BED GANG – “Ngana Zambi” // O quarteto de Vialonga acaba de lançar o primeiro longa duração, “Ngana Zambi”. Gson, Kroa, Zara G e Zizzy, os Wet Bed Gang, já são uma das referências do hip hop português com milhões de streams das suas músicas e centenas de concertos. Composto por 14 músicas, produzidas por nomes como Charlie Beats, Lhast, Condutor (Buraka Som Sistema) ou Holly, “Ngana Zambi” conta com temas como “Bairro” (mais de 18 milhões de visualizações no Youtube) ou o mais recente “Perseus”. Com o novo disco saiu o vídeo do novo single “Sai Do Meu Hood”. Gravado na V-Block, com vários amigos do colectivo, no sítio onde nasceram e cresceram, «o tema volta a mostrar a ligação da banda ao seu bairro e às suas pessoas, algo bastante vincado ao longo da ainda curta história do grupo que promete estar longe de ficar por aqui». O novo disco já está disponível em todas as plataformas de streaming e no canal de Youtube dos Wet Bed Gang.

FAUSTO FERREIRA – “Lucky” // Este é o quarto single do próximo álbum “Histórias”, do multi-instrumentista Fausto Ferreira, e conta-nos «uma história de autoconfiança e autoconsciência, ou da falta dela, um hino sobre a capacidade de fazer coisas e especialmente apropriado para os dias que vivemos». Percorrendo o seu trajecto para mostrar as suas novas músicas e descobrir novos ouvintes, o pianista Fausto Ferreira continua a «contar muitas histórias ligadas entre si através da música e das ilustrações dos desenhos animados nas capas e nos vídeos. Aliando sempre o visual com o áudio. Pronto para mais um lançamento que reúne Pop, Soul, R&B e mais um vídeo baseado em banda desenhada».

DENGAZ – “Eu Avisei” // “Eu Avisei” é o mais recente single de Dengaz, no seguimento de “Cura” e “Maria do Rosário”, a antever o prometido ano cheio de lançamentos. “Eu Avisei” foi produzido por Twins e o vídeo é da autoria de Pedro Dias e Pluma. Depois do sucesso do álbum “Para Sempre”, de 2016, este ano significa para Dengaz uma reviravolta. É o fim do hiato em que esteve «dedicado a reinventar-se, com todas as dúvidas e dilemas inerentes a um recomeço, e uma assumida nova fase» na carreira do rapper.

OS LACRAUS – “Faço Das Ruínas Recreios” // Esta é a nova canção da banda de Tiago Cavaco (voz, baixo e guitarra), Nando Frias (teclas), João Eleutério (guitarra), Joel Silva (bateria) e Miguel Sousa (guitarra) e que fará parte do álbum a editar brevemente. O tema tem, segundo a banda, «América, Sophia de Mello Breyner Andresen, bandanas e piratas. Pode ser rock para dançar enquanto caímos para o abismo ou, pelo contrário, a oportunidade de sair dele enquanto brincamos nos seus destroços». Dez anos depois de “Os Lacraus Encaram o Lobo”, Os Lacraus estão de volta.

JOÃO FARINHA – “Enigma” // Depois de lançado nas principais plataformas digitais, no passado dia 14 de Fevereiro, João Farinha revela agora o vídeo do tema “Enigma”, um single extraído do concerto de lançamento do seu último disco “Solto”, que teve lugar no passado dia 4 de Dezembro no Convento São Francisco em Coimbra. O tema faz parte do disco anterior do músico, “Sim”, lançado em 2018, mas que «aqui evidencia uma nova roupagem, motivada pela participação dos músicos que estiveram em palco» na apresentação de “Solto”: José Rebola (guitarra eléctrica), Ricardo Melo (baixo), Ricardo Mingatos (percussão), Hugo Gamboias (guitarra portuguesa) e Diogo Passos (viola). «Os contrastes presentes na cidade de Coimbra, como o confronto entre o passado e o futuro, entre a tradição e a inovação, a urbanidade e a ruralidade ou mesmo a ambição e o provincianismo, são o mote da letra deste single, autoria de José Rebola e que constitui a recriação de “Fado Corrido”, um dos grandes clássicos do Fado de Coimbra».

BALTER YOUTH – “The Bug Collector” // Os portuenses Balter Youth mostram mais um single, após o lançamento do disco de estreia, “Children Playing Adults”, em 2020. “The Bug Collector” é uma versão do tema da compositora norte-americana Haley Heynderickx. Com um álbum de estreia lançado em Abril do ano passado, em plena pandemia, os Balter Youth abraçam um novo confinamento com a esperança de se fazerem ouvir com músicas frescas. Neste single, a banda «afasta-se de sons rasgados, distorcidos, com baterias fortes e traz um tema calmo, contemplativo e suave». “The Bug Collector” é «uma viagem pelo indie folk herdado do original de Haley Heynderickx, conduzida por guitarras acústicas e sopros de trompete e trombone, que se juntam à já característica voz feminina e linhas melódicas do teclado e guitarra eléctrica. A intensidade sobe ao longo do tema, com ritmos suaves mas presentes que se vão fazendo sentir em crescendo neste single».

TERMINAL – “For A While” // Os Terminal são uma banda de rock alternativo de Coimbra que acabou de lançar o segundo single do seu novo álbum. “For a While” é uma música que «reflecte a questão da violência doméstica tanto como qualquer outra forma de violência. É um despertar, uma chamada de atenção a algo que não deve ser nunca ignorado». O tema tem letra de Tomás Dinis e composição de Diogo Soares, Eduardo Gonçalves, João Reis e Tomás Dinis, e foi gravado, misturado e masterizado por Filipe Adubeiro nos Low Wave Studios. O vídeo tem realização de Miguel Tobback.

O TEMPO NÃO PAROU – “Dois Mil E Vinte” // Hélder Costa, músico, produtor e compositor, desafiou, em Março de 2020, Nuno Cachada e Cristina Marvão a dar vida a um novo projecto: desafiar alguns músicos para criar um trabalho discográfico gravado a partir dos seus espaços de quarentena. Assim nasceu O Tempo não Parou, um projecto colaborativo que pretende privilegiar a fusão entre vários estilos, desde a música clássica à musica tradicional, passando pelo rock e o jazz. «É uma homenagem à arte e a todos os artistas». Este projecto tem como parceiro institucional o Fundo de Fomento Cultural, da República Portuguesa – Ministério da Cultura, e tem o carimbo das Associações 3M (Guimarães) e Eixo do Jazz (V. N. Famalicão). O primeiro álbum, “Dois Mil E Vinte”, tem apoio à edição do programa “Impacta” do Município de Guimarães. A seguir podes ouvir o tema “Trampolim”. O Tempo Não Parou tem participações de nomes como o pianista Mário Laginha, o baterista Pedro Oliveira ou o baixista Carl Minneman, entre muitos outros.

TRISTA – “Tou Bem Low” // “Tou Bem Low” é o novo single de Trista. Neste tema, o artista, membro dos Instinto26, quis destacar «o esforço que impõe na luta pelos seus objectivos, sem nunca dar nada como garantido». No seu percurso, Trista foca-se em «ocultar as más energias e preservar as boas. Nesse sentido, a mensagem que pretende passar é a de que não precisamos ser algo que não somos nem de fingir se não nos identificamos com algo». “Tou Bem Low” é o terceiro tema do álbum que Trista está a preparar, intitulado “Firmeza”. Contou nesta faixa com a colaboração na produção de Monksmith e Perafina.

OPUS PISTORUM – “Herbáceas” // “Herbáceas” é o quinto lançamento do produtor barreirense Opus Pistorum, que conta já com dois EP’s e dois álbuns com o selo da Linha Amarela-Produções, label da qual é fundador. Neste novo disco, composto por oito faixas ambientais gravadas «na primeira metade de 2020 com um teclado Casio, field recordings e plugins gratuitos», o músico «explora a ligação com a natureza e com os organismos vegetais como ponto de partida para uma reconfiguração revolucionária das relações sociais». “Herbáceas” está disponível em CD e formato digital através do bandcamp da Linha Amarela-Produções.

META – “Running Wild Again” // “Running Wild Again” é o novo single de Meta e vem marcar «uma nova era sónica e quebrar barreiras linguísticas» do seu percurso até agora. Com uma sonoridade «orgânica e electrónica», Meta demonstra a sua «honestidade sobre o amor e a liberdade interligados como um só». Pela primeira vez, Meta colabora com Foque na produção e com o trompetista Pedro Jerónimo numa composição original sua. Como artista multidisciplinar, salienta «a importância da expressão visual como continuação da música» através da colaboração com a ilustradora e animadora Amargo (Margarida Ferreira) no novo vídeo. «Com uma estética distinta, o som ganha forma e cor, num imaginário surrealista que se desdobra em novos caminhos». Meta traz-nos «de volta à terra com uma honestidade crua e eleva-nos com o seu som etéreo».

GEE-AITCH – “Insane” // Este é o novo single de GEE-AITCH, projecto de José Gentil-Homem, e é também a música que dá nome ao EP que irá sair em breve. “Insane” é, nas palavras do cantor/compositor, uma música forte, intimista e que expressa da melhor forma o desespero que se sente quando alguém se perde de si mesmo. Gentil mudou a perspectiva da sua vida aos 40 anos e iniciou uma carreira a solo como compositor de música alternativa. A estreia deu-se em 2018 com “Left Hand Page” e em 2019 veio uma colaboração no EP “Coolabs 2019” e ainda a canção anti-Natal “Can You Feel?”, ambas lançadas pela Sincronia de Sons. Nascido e criado no Porto, José Gentil-Homem iniciou a sua carreira musical como vocalista de uma banda de death-metal, tendo também tocado guitarra eléctrica e acústica noutros projectos, do punk-rock à música folclórica, pop ou electrónica.

FRANKIEONTHEGUITAR feat. IVANDRO E SLOW J – “Imagina” // “Imagina” é o segundo single de FRANKIEONTHEGUITAR e conta com a colaboração de Ivandro e Slow J, apresentando «uma sonoridade urbana e clássica ao mesmo tempo, com base na guitarra do produtor e artista. O tema fala sobre uma dualidade amorosa e nas consequências que as ações e escolhas de cada dia reflectem no destino de cada um». “Imagina” surge depois de “Tempo”, com vozes de T-Rex, Lon3r Johny e Bispo, single que alcançou o galardão de tripla platina e está perto de atingir as cinco milhões de visualizações no Youtube.

BIRRO feat. COMPOSTO – Leão Na Selva” // Este é o novo single de Birro, que conta com a participação de Composto e a produção de Menfis. A faixa faz parte da compilação “14 de Outubro”, da editora Segundo Piso. O vídeo ficou a cargo de André Bernardino. Neste momento, os artistas mencionados estão a desenvolver os respectivos projectos a solo com o selo Segundo Piso, pelo que se deverá aguardar mais novidades em breve, não só de Birro, Composto e Menfis, mas também de todos os artistas que fazem parte da editora de Mundo Segundo (Dealema).

MARIA MONTE – “Laços” // “Laços” é o novo EP de Maria Monte, já disponível em todas as plataformas digitais e que tem a canção “Primavera” como single, um tema de esperança em tempo de pandemia. “Laços” foi gravado entre os Colibri Studios em Londres, a Pimenta Preta em Lisboa e os Macau Records Studios One, tem produção de João Caetano e arranjos da dupla João Caetano e o músico de jazz Karme Caruso. Inclui temas originais, letra e música da cantora e do produtor.

TAINÁ – “Inconstante” // Tainá, que este sábado, 27 de Fevereiro, irá participar na 2.ª semifinal do Festival da Canção com o tema “Jasmim”, da sua autoria, revelou “Inconstante”, o segundo vídeo do projecto “Pachamama”. Alinhada com a natureza que a rodeia, Tainá reinventa os temas do seu primeiro e homónimo álbum editado em 2019, ao interpretar cada canção só com o seu violão, no seu estado mais puro, tal como os vários locais de Portugal que escolheu para filmar o momento que agora disponibiliza em vídeo. O primeiro, gravado em S. Miguel, Açores, reinventa o tema “Poeira” e o segundo, dá-nos uma nova versão de “Inconstante”, captada na Costa Vicentina. Até Julho, a cada dia 12 e 24 do mês, sairá novo vídeo.

COASTEL – “Back In ’01” // “Back In ‘01”, primeiro EP de Coastel, é uma compilação de temas que o músico lisboeta foi escrevendo ao longo do ano passado e que quis juntar para este lançamento. O trabalho de estreia de Coastel «é uma reflexão sobre a sua vida, assente numa estética esotérica e espacial». O single que dá nome ao EP é uma homenagem ao filme 2001: A Space Odissey, de Stanley Kubrick. A música retrata uma aventura espacial no mesmo universo em que é passado o filme do realizador americano. Tudo isto culmina no trabalho gráfico apresentado na capa de Back In ‘01 onde podemos ver o sujeito a olhar o espaço directamente do seu quarto.

BEATRIZ PESSOA – “Nós”// Beatriz Pessoa editou o seu disco de estreia, “Primaveras”, gravado no Brasil conta com Danilo Andrade (teclista de Gilberto Gil), Pablo Arruda e Pedro Fonte (baixista e baterista, respetivamente, da banda do cantautor brasileiro Rubel). “Nós” é o mais recente vídeo, e nas palavras da jovem artista «“Nós” foi a primeira canção que escrevi a pensar no som da guitarra, foi a primeira canção que soube que teria que fazer parte do meu disco, Primaveras. Fala sobre o amor, sobre a saudade, sobre o “fim” e o princípio. O bonito e delicado vídeo foi realizado pela minha amiga Maria Bicker e nem sei como lhe agradecer a poesia toda que acrescentou. Espero que gostem e que vos dê algum alento nestes dias em casa.»

AL MOURARIA – “com Vida”// A guitarra portuguesa, viola acústica, contrabaixo, percussões, acordeão e outros sopros, são os instrumentos que acompanham os novos temas do álbum “com Vida” de AL Mouraria. O mais recente álbum, sétimo disco do grupo, tem a sua edição numa altura de pandemia nacional e o título escolhido, “com Vida”, acaba por ser uma mensagem que AL Mouraria deseja passar. Que estamos vivos, que temos de nos manter vivos com todos os cuidados necessários, que a vida continua e temos de seguir com as nossas vidas em frente enfrentando as vicissitudes do momento. Foi feito o convite a cerca de duas dezenas de artistas para participarem neste álbum, e que prontamente aceitaram: Joana Amendoeira, Ana Laíns, Teresa Tapadas, Filipa Sousa, Tatiana Pinto e Teresa Viola, são algumas das vozes que integram o trabalho que reúne autores como Tiago Torres da Silva, Paulo Abreu de Lima, Amália Rodrigues, Maria do Rosário Pedreira, Frederico de Brito e Armando Machado entre outros. “A Lua” é primeiro single do disco com letra de Amália Rodrigues e música de Valentim Filipe. “com Vida”, foi gravado no Boxer Studios em São Brás de Alportel-Algarve e Atlantico Blue Studios – Lisboa.

ROSSANA – “Serotonin Romance”// Rossana é o alter-ego de Inês Barroso, cantautora de 22 anos oriunda de Queluz, viajou para Londres para frequentar o curso de “Music Performance” onde acabou por se estabelecer e formar o seu primeiro projeto a solo. Ainda em Portugal, a artista frequentou o Conservatório de Lisboa e ainda a escola Jazz do Hot Clube Portugal, e ao ouvir os temas deste projeto, as influências da música clássica e do Jazz são notórias. A sua obra representa também as suas raízes nacionais, mantendo um ambiente sentimentalista, reminiscente do Fado e do Folclore português. O seu EP de estreia
“Rossana’s Little Box of Feelings”, lançado no passado mês de Outubro engloba cinco temas, escritos e compostos pela artista durante o seu primeiro ano na capital Londrina.

YOUNG – “Jardim”// Depois de ter iniciado o ano de 2021 com o lançamento do tema “Falso Sangue”, o rapper Young acaba de revelar um novo single, intitulado “Jardim” que conta com a produção de DAUS, sendo que a gravação, o mix e o master são da autoria de Zoo. Faz parte de um projeto muito pessoal para Young, o EP “Y”. O disco é dedicado aos seus avós e representa o trabalho árduo que o rapper tem vindo a encetar, servindo assim como a sua homenagem a quem sempre o apoiou no seu percurso. Em “Y”, Young colaborou ainda com o rapper Bad Tchiken (no tema “Rotina”) e MC Zuka (em “Chama”).

EGITANA