Wolfgang Van Halen: Mais Duas Malhas Novas de Mammoth WVH

Wolfgang Van Halen: Mais Duas Malhas Novas de Mammoth WVH

Redacção

Wolfgang Van Halen lançou mais duas novas canções, “Don’t Back Down” e “Think It Over”, da sua banda a solo Mammoth WVH, que se estreia a 11 de Junho através da Explorer1 Music Group/EX1 Records.

O primeiro single de Mammoth WVH, “Distance”, uma canção de homenagem a Eddie Van Halen, alcançou recentemente o nº 1 nas tabelas da MediaBase e da BDS Active Rock Radio, com Wolfgang Van Halen a afirmar que «o imenso apoio de todos na rádio que tocaram a canção e de todos os fãs que telefonaram a pedi-la tem sido mais do que poderia imaginar», deixando um agradecimento… e um lamento.

«Obrigado a todos. Quem me dera que o meu pai estivesse aqui para ver», referiu o jovem músico, que escreveu todos os temas e gravou todos os instrumentos e vozes para o álbum de estreia.

Depois de “Distance”, foi a vez de “You’re To Blame”, um malhão de rock contemporâneo como manda a lei. Foi ainda nessa ocasião que Wolfgang Van Halen partilhou detalhes do seu álbum de estreia a solo como a vibrante capa e  que o LP chega a 11 de Junho via EX1 Records/Explorer1 Music Group e apresenta um total de 14 canções.

E agora chegam dois temas de uma vez só: “Don’t Back Down”, outro propulsivo tema rocker cujo vídeo oficial faz divertida alusão ao facto de Wolfie tocar todos os instrumentos, e “Think It Over”, uma malhinha mais pop rock, que podes ouvir nos players que se seguem, e onde Wolfgang mostra as várias influências musicais que o inspiram.

De resto, em Novembro passado, Wolfgang Van Halen confirmou que pediu ao seu pai autorização para utilizar o nome Mammoth para o seu projecto a solo. Recorde-se que Mammoth WVH é um aceno à história da família, já que a banda de Eddie e Alex Van Halen chamava-se Mammoth quando o cantor David Lee Roth se juntou em 1974.

Enfrentamos tempos de incerteza e a imprensa não é excepção. Ainda mais a imprensa musical que, como tantos outros, vê o seu sector sofrer com a paralisação imposta pelas medidas de combate à pandemia. Uns são filhos e outros enteados. A AS não vai ter direito a um tostão dos infames 15 milhões de publicidade institucional. Também não nos sentimos confortáveis em pedir doações a quem nos lê. A forma de nos ajudarem é considerarem desbloquear os inibidores de publicidade no nosso website e, se gostam dos nossos conteúdos, comprarem um dos nossos exemplares impressos, através da nossa LOJA.
EGITANA