A banda-sonora de Ulysses 31

A banda-sonora de Ulysses 31

Nero

A série Ulysses 31 foi uma das mais marcantes séries de animação dos anos 80. A mistura de sci-fi e da Odisseia de Homero agarrou uma geração inteira à RTP, muito por culpa também da sua excelente banda-sonora. Essa música hoje é notória em várias bandas de música electrónica como os Daft Punk (que nunca se fizeram rogados em assumir a influência das ost de animações da altura), M83 ou Carpenter Brut.

O culto por Ulysses 31 e pela sua música nunca esmoreceu totalmente e foi aumentado pela internet. Assim, David Colin (de nome artístico Parallax) decidiu trabalhar os temas da série, cujos masters originais se perderam e que nunca possuíram partituras. Esse trabalho chegou ao fim em Dezembro com a edição de uma caixa de coleccionador. Brilhantemente ilustrada por  Jerome Alquié e Benjamin Carré, a caixa de coleccionador contém 3 CDs, em digipack, um livrete de 20 páginas, duplo LP (transparente em 180g), em gatefold, e 6 posters de 30×30 cm e a hipótese de fazer download a demos, outtakes e temas inéditos. A encomenda pode ser feita aqui.

Brilhantemente ilustrada por  Jerome Alquié e Benjamin Carré, a caixa de coleccionador contém 3 CDs, em digipack, um livreto de 20 páginas, duplo LP (transparente em 180g), em gatefold, e 6 posters de 30x30 cm.

Brilhantemente ilustrada por Jerome Alquié e Benjamin Carré, a caixa de coleccionador contém 3 CDs, em digipack, um livreto de 20 páginas, duplo LP (transparente em 180g), em gatefold, e 6 posters de 30×30 cm.

A versão portuguesa do genérico (segundo consta, a RTP perdeu as dobragens num acidente técnico e só o genérico acabou por ficar cantado na nossa língua). A série foi transmitida em Portugal entre 1984-85:

Os temas não são os originais, gravados em 1981, mas reorquestrações que David Colin (Parallax) fez aos temas que Denny Crockett e Ike Egan compuseram originalmente para a série. A ideia original do projecto era reeditar a banda-sonora original com algumas re-orquestrações a partes da banda-sonora nunca gravadas, contudo surgiram problemas de licenciamento de edição que impediram esta edição. No entanto, as demos de Parallax, publicadas em 2007 no seu site oficial, tiveram uma enorme resposta dos fãs da série o que levou Colin a avançar com uma re-orquestração inteira da música de Ulysses 31.

Se, por acaso, procuram as versões originais cujos masters se perderam, o mais aproximado são as versões remasterizadas que foram feitas a partir de cópias da colecção pessoal dos compositores e que foram sobrevivendo em fita através de reel to reel. Esta edição é acompanhada por um livrete de 16 páginas que tem notas sobre a história da série e da sua música e sobre os compositores Denny Crickett e Ike Egan, além de entrevista com o primeiro. A encomenda desta versão pode ser feita aqui.

Denny Crickett e Ike Egan são os compositores da música original de Ulysses 31.

Denny Crickett e Ike Egan são os compositores da música original de Ulysses 31.

De resto, esta banda sonora tem um historial de complicações. Talvez devido a má edição, há temas bastante distorcidos na série e o próprio genérico apresentava uma notória diferença de pitch da introdução narrada para a versão cantada. Mais tarde os produtores da série enfrentaram um processo judicial, pois o tema  “Battle Theme”/”Ulysse Terrasse le Cyclope” usava descaradamente uma sequência musical de John Williams em “The Empire Strikes Back”. No Japão, a banda sonora era diferente.