AS#56: Revista digital de Junho já disponível

AS#56: Revista digital de Junho já disponível

Nero

Edição centrada na extensa, histórica e exclusiva entrevista com Eddie Van Halen.

Gravado em 1977, “Van Halen 1″ metia-nos a “correr com o Diabo” em 1978, quando foi editado. Um dos melhores álbuns de rock da história, em plenos termos musicais – nas canções e no instrumental, nas inovações que trouxe – dava ainda a conhecer um guitarrista que, hoje, só pode ser ensombrado por Jimi Hendrix, evocando a analogia futebolística da discussão entre Pelé e Maradona. Ao contrário do que possa ser pensado, o álbum é assente em estruturas simples e bem definidas; aquele groove staccatopromovido pelo baterista Alex Van Halen e Michael Anthony herdado de AC/DC; e a guitarra de Eddie Van Halen a pisar caminhos abertos por Eric Clapton, com os Cream, e a lançar pontes para o glam de David Lee Roth e para o que seria uma grande fatia da sonoridade rock durante toda a década de 80 e mesmo inícios dos anos 90.

A influência de Eddie Van Halen iria alastrar até ao mundo mais profundo da guitarra eléctrica, devido à sua busca insaciável por melhor som.

Eddie mudou a face do instrumento, quebrando um marasmo instalado desde os anos 60/70 e criando novos conceitos tecnológicos na guitarra em si e também na amplificação. Também por isso, acabou por criar a sua própria marca, que hoje possui, constrói e continua a desenvolver de plano direito réplicas da histórica Frankenstrat, das modernasWolfgang ou os explosivos amps 5150. Por tudo isto, podem imaginar o enorme orgulho e entusiasmo indisfarçável quando soubemos que a AS havia sido escolhida como a publicação nacional, junto de outros meios europeus (um por país), para uma extensa e exclusiva entrevista com o lendário e influente guitarrista.

VÊ AQUI UM PREVIEW!

A história da música faz-se, como em qualquer campo humano, através de inovações e Nuno Calado conta-nos sobre o novo documentário de Eduardo Morais, que nos dá uma perspectiva do desenvolvimento da música electrónica e do seu impacto na cena nacional. A história faz-se também em retrospectiva, e os Black Wizards transportam-nos até à década de 70 com a sonoridade do seu excelente álbum de estreia, “Lake Of Fire”. A banda, no cartaz de Junho da curadoria Arte Sonora @ Hard Rock Café, fala-nos do seu som em entrevista. Carlos Garcia mergulha nas histórias que a capa de “Innuendo” nos conta sobre os Queen e sobre Freddie Mercury. A história faz-se ainda com persistência e, celebrando os 8 anos de revista Arte Sonora, revelamos a nossa lista de Octavers favoritos, numa edição em que ainda olhamos o novo Avid Pro Tools Dock.

A história, como cantava Sammy Hagar com os Van Halen, em “5150”, faz-se criando futuro: «We take a chance with new begginings»… Bem-vindo filhote! #cardiomultiplicação

Podes adquirir esta edição da Arte Sonora por apenas 1€. Compra aqui!

Foto: Kevin Baldes