Los Lobos, O Explosivo Cocktail de Telecasters, Vihuelas Mariachi e Trompetes Western

Los Lobos, O Explosivo Cocktail de Telecasters, Vihuelas Mariachi e Trompetes Western

Nero

Em “Rango”, filme de animação de 2011 realizado por Gore Verbinski e entre o score de Hans Zimmer, escondem-se perólas onde os Los Lobos prestam homenagem às suas raízes, ao surf rock e a Johnny Cash.

Talvez os vossos filhos vos tenham feito ver esse divertido filme de animação sobre um camaleão com pretensões tespianas. Meio comédia, meio spaghetti, “Rango” conserva várias surpreendentes pérolas para lá do divertido talento de Johnny Depp, de frases emblemáticas como, «I’m going to slice your face off and use it to wipe my unmentionables!», «No man can walk out on his own story» ou essa hino de badassery quando Beans, a ser estrangulada por Rattlesnake Jake, lhe cospe um indómito «Go to Hell!» e recebe o troco: «Where do you think I come from? Look into my eyes. I want to see you die».

O filme ostenta também uma brilhante banda-sonora de Hans Zimmer, repetindo a tríade Verbinski-Depp-Zimmer do franchise “Pirates Of the Caribbean”. De facto, Zimmer transporta para esta score alguns dos momentos mais potentes que se podem ouvir em “Pirates of the Caribbean”, “Broken Arrow” ou “Sherlock Holmes”. O elo que liga as composições desses três filmes em “Rango”, são os arranjos revestidos de um ambiente western, uniformizados como uma homenagem aos trabalhos de Ennio Morricone.

Contudo, é nos Los Lobos e na sua natural bandidagem que se escondem autênticos tesouros por extrair de minas a meio da tundra desértica. Desde logo na peça em que estes colaboram com Zimmer no épico tema que funde o tema principal de “Rango”, com a “Cavalgada das Valquírias” de Wagner e a valsa de Strauss II, “O Danúbio Azul”. Uma fantasia divertidíssima e de tremenda riqueza musical.

Depois nos momentos em que assumem o protagonismo, os Los Lobos presenteiam-nos com uma vibrante fusão da sua herança cultural, com os super cadenciados baixos e vihuelas mariachi de “Canelo”, que surgem também na “Rango Theme Song”, tema em que prestam ainda uma clara homenagem a “Ghost Riders In The Sky”, o fantasmagórico single outlaw de Johnny Cash. E por falar em frases badass, «By night he drank whisky by day killed bad men» é insuperável.

O mais explosivo tema de todos é guardado para o final. Aí, convertidos em mochos pela animação, os Los Lobos destilam tequila e surf rock, carregado de twang Telecaster, acompanhados pelo acutilante trompete do lendário músico cubano Arturo Sandoval.