Quem é o bebé de Nevermind passadas duas décadas?

Quem é o bebé de Nevermind passadas duas décadas?

Timóteo Azevedo

O bebé que aparece numa das capas mais icónicas de sempre, claro que estamos a falar do “Nevermind” dos Nirvana, chama-se Spencer Elden, tem 22 anos e quando é apresentado a alguém referem-se a ele como “o bebé de Nirvana”, disse Spencer em entrevista à CNN.

O pai de Spencer ajudou o amigo fotógrafo Kirk Weddle com a fotografia que viria a ser usada no álbum, sem ter qualquer tipo de direitos de autor, o que fez com que Spencer Elden nunca tivesse recebido um cêntimo em relação à sua aparição na capa dum álbum que vendeu 30 milhões de cópias quando saiu, e que já foi considerada pela Rolling Stone a melhor capa de todos os tempos. Spencer disse na mesma entrevista à CNN que não se chateia de não ter royalties sobre a capa, e que é algo que assenta bem com a mensagem “anti-capitalista” da capa do álbum.

photo_1311859287

O “Nevermind” não foi o primeiro nem o último álbum a ter um bebé na capa. Eis outros álbuns com bebés ou crianças na capa e as respectivas comparações.

fiorentino

O “Siamese Dream” dos The Smashing Pumpkins, tinha, alegada e coincidentemente, a baixista da banda, Nicole Fiorentino, na capa, segundo um tweet de Billy Corgan. Mais tarde, Ali Laenger,que é a criança da direita, disse que esse facto seria impossível, porque a fotografia foi tirada propositadamente para o álbum, e, para além disso, há incoerência nas idades.

 

 

Lou Barlow

Na capa do álbum “Bake Sale” de Sebadoh aparece o baixista da banda, Lou Barlow, que também faz parte dos Dinosaur Jr., com apenas um ano de idade numa fotografia tirada pela mãe.

 

 

BIG ready to die

No primeiro álbum de Notorious BIG, “Ready to die”, podemos encontrar um bebé que foi escolhido com o critério de ser parecido com o próprio BIG, esse bebé é Keithroy Yearwood, um jovem do Bronx, que foi seleccionado para a sessão fotográfica através de uma agência de modelos infantis.

 

 

placebofos

No primeiro álbum dos Placebo vemos um miúdo com as mãos a puxar a cara. É David Fox, que já processou a banda por alegados danos. Indica que nunca deu o seu consentimento para a fotografia ser utilizada, e que isso lhe trouxe muitos problemas na escola, sofria de bullying. Acabou por sair da escola, e sentiu-se lesado pelo impacto da atenção que o álbum causou sobre si.

FENDER