Quinto Andar: Braguesa Power Blues

Quinto Andar: Braguesa Power Blues

Nero

Budda Guedes passou no 5º Andar para mostrar a sua viola braguesa, numa fusão entre a música tradicional portuguesa e o blues.

Depois de os Budda Power Blues terem passado no Hard Rock Café Lisboa, como um dos nomes da residência mensal Arte Sonora, Budda Guedes, guitarrista da banda, passou no “5to Andar”. Aqui, na redacção da AS, o músico falou de uma das suas novas obsessões: cruzar as raízes musicais portuguesas com o blues. A banda acabaria por editar o disco “Back To Roots”, concretizando essa intenção.

Nesse sentido de fusão, Budda, em colaboração com a APC, construiu uma ferramenta para essa busca musical: uma viola braguesa.

A viola braguesa é um cordofone tradicional no nosso país. Como tal, a caixa de ressonância tem a forma “8” – tendo surgido inspirada pela vihuela ibérica, mais antiga que a guitarra. A viola braguesa possui 5 ordens de cordas duplas e, geralmente, as duas ordens mais agudas estão afinadas em uníssono, as três ordens mais graves estão afinadas em oitava.

Com este instrumento nas mãos, Budda Guedes fala-nos da sua filosofia sonora, do trabalho da APC Instrumentos Musicais (marca portuguesa sediada em Braga) e improvisa, em exclusivo para a Arte Sonora, “Blues Going Down”. Dispara os players para a entrevista e para a versão exclusiva do tema.

Apesar do fado lamentoso, a música portuguesa tem uma certa alegria.