AS10: Record Store Day 2016

AS10: Record Store Day 2016

Tiago da Bernarda

A Arte Sonora esteve a vasculhar os lançamentos exclusivos do próximo Record Day Store e listou alguns dos mais interessantes.

Chega a 16 de abril mais um Record Store Day, aquele dia maravilhoso em que as lojas de discos publicitam descontos chorudos e as editoras deixam-nos pequenas relíquias em formato de disco. Todos os anos são demasiadas as novas reedições e raridades que são apresentadas neste dia de discos (ou pelo menos demasiado para a nossa carteira). Mas se tivéssemos de escolher apenas dez, seriam estas as nossas escolhas.

1. JAY REATARD | BLOOD VISIONS 10TH ANNIVERSARY (FAT POSSUM RECORDS)

JAY REATARD BLOOD VISIONS (FAT POSSUM) final

O álbum de estreia de Jay Reatard é uma peça obrigatória para todos os aficionados de garage rock e indie rock. Desta vez, “Blood Visions” será reeditado em vinil juntamente com um 7″ com demos provenientes desse mesmo álbum.

2. THE WHITE STRIPES | THE COMPLETE JOHN PEELE SESSIONS (THIRD MAN RECORDS)

white stripes

O disco duplo, editado em branco e vermelho, junta as gravações da banda em estúdio com o DJ e locutor de rádio, John Peel, para a BBC Radio, depois do lançamento de “White Blood Cells”, em 2001. Na altura, foram muitos os fãs que fizeram bootlegs dessas gravações, fazendo com que fossem das suas actuações mais emblemáticas.

3. DAVID BOWIE | THE MAN WHO SOLD THE WORLD (PARLOPHONE RECORDS)

10422270_10153278815622665_1220827175247518410_n

Este ano, David Bowie deixou-nos uns picture discs que ficariam mesmo bonitos nas estantes. Escolhendo apenas um, teria de ser a reedição de “The Man Who Sold The World”, lançado primeiramente em 1970, com o artwork alemão original.

4. PATTI SMITH | HORSES LIVE ELECTRIC LADY STUDIOS  (ELECTRIC LADY RECORDS)

Patti Smith, Horses Live Electric Lady Studios final

As sessões de “Horses”, nos estúdios da Electric Lady, de Hendrix, acompanhadas por John Cale que assumiu o papel de produtor seriam suficiente para suscitar o interesse desta nova edição, não fosse o álbum em si também um dos melhores presentes vindos dos anos 70.

5. IRON MAIDEN | EMPIRE OF THE CLOUDS (PARLOPHONE RECORDS)

ironmiadendailymirrorcd

Os Iron Maiden irão editar a sua faixa mais longa, “Empire of The Clouds”, em picture disc, a partir da Parlophone Records. A música retirada do álbum “The Book Of Souls” tem 18 minutos e fala sobre o dirigível britânico R101 que se despenhou, em 1930. A capa é uma réplica do jornal Daily Mirror a anunciar o desastre.

6. THE FLAMING LIPS | LIGHTNING STRIKES THE POSTMAN (WARNER BROS.)

The Flaming Lips

Os The Flaming Lips têm sempre algo de bom preparado para o Record Store Day. Desta vez em CD, editaram uma mistura alternativa de “Clouds Taste Metallic” juntamente com uma banda desenhada ilustrada e escrita por Wayne Coyne.

7. JOHN WILLIAMS | STAR WARS: THE FORCE AWAKENS (UNIVERSAL RECORDS)

STAR WARS

É possível odiar e adorar a Disney ao mesmo tempo? Graças ao investimento por detrás da saga “Star Wars”, hoje não conseguimos entrar numa loja que não tenha algo retirado do franchise de ficção científica. Mas é difícil resistir a este picture disc de 10″ com a banda sonora de John Williams para o “The Force Awakens”.

8. BOB DYLAN | MELANCHOLY MOOD (COLUMBIA RECORDS)

Bob Dylan Melancholy Mood

O novo álbum de Bob Dylan, “Fallen Angels”, ainda não foi editado e já existe o que parece ser uma espécie de bootleg japonês manhosa mas que na realidade trata-se de um EP criado para a sua digressão japonesa. “Melancholy Mood”, editado em 7″ vermelho, inclui quatro faixas que irão integrar o próximo disco. O artwork mantém-se fiel a todas as reedições japonesas que já se viu de Bob Dylan.

9. IGGY AND THE STOOGES | METALLIC K.O. (JUNGLE RECORDS)

FREUDCD096_8pp_Booklet

“Metallic K.O.” é um disco que vale pelo seu contexto histórico. Na altura, em 1974, Iggy preparava o que achava ser a sua última digressão de sempre já numa espiral auto-destructiva. Editado dois anos depois, marca-se este ano o 40º aniversário desde o seu lançamento. Para celebrar a ocasião, a Jungle Records decidiu reeditar “Metallic K.O.” em vinil metálico.

10. JAMES BERNARD | NOSFERATU (MUSIC ON VINYL)

nosferatu

A banda sonora original de “Nosferatu” foi, na realidade, composta por Hans Erdmann. Mas essas gravações perderam-se. Resta-nos a segunda melhor hipótese. Em 1997, James Bernard foi convidado a reinterpretar as composições de Erdmann. Agora, a versão de Bernard chega-nos a partir de um 7″ prateado, editado pela Music On Vinyl.

 

 

FENDER