A Guitarra Em Todos os Álbuns de Satriani

A Guitarra Em Todos os Álbuns de Satriani

Nero

Há uma guitarra que Joe Satriani tem usado em todos os seus álbuns desde o início dos anos 90. E não, não é uma Ibanez.

Se há coisas raras, ver Joe Satriani com uma guitarra que não seja um dos seus modelos de assinatura Ibanez JS é uma delas. Raríssimo. Aliás, o seu mais recente álbum é disso um perfeito exemplo, com o Satch a segurar uma versão cromada de um desses instrumentos na capa do disco, “Shapeshifting”. Além de surgir na capa, essa guitarra é a que Satriani usou preferencialmente a gravar o trabalho.

No entanto, Satriani revelou que há uma guitarra que está presente em todos os álbuns que fez desde o início dos anos 90 e, pasme-se, não é uma Ibanez. Trata-se de outra raridade, uma Fender Esquire. «Uma das minhas favoritas», revelou o ás das seis cordas numa recente entrevista com a Guitar Player. «Nunca me irei desfazer desta guitarra. O Chris Kelly, que trabalhava na Ibanez, encontrou-ma em ’92, creio. Ligou-me a dizer ‘Encontrei uma Esquire. Tem que ser tua!’ E fiz a compra pelo telefone. Muito antes de existir o Reverb ou o Ebay e coisas dessas».

Satriani detalha o primeiro disco em que a guitarra vintage surgiu e a sua versatilidade sónica: «Foi logo parar ao álbum “The Extremist” e, ao longo dos anos, tem estado presente em todos os álbuns. Usei-a com som limpo, com distorção, com slide, power chords… É uma bela guitarra. Parece que o braço foi construído especificamente para mim. Não sei como conseguiriam fazer isso em 1958».

Fotos de Paul Haggard.

Além da Esquire, Satriani revela outras preciosidades na sua colecção, exemplos de uma Les Paul Custom de 1969 ou uma Fender Electric XII de 1966.