Avid vende M-Audio

Timóteo Azevedo

A Avid anunciou num comunicado oficial o seu desinvestimento nas linhas de áudio e vídeo para consumidores, com o objectivo de se concentrar nos seus clientes profissionais na área dos media e da pós-produção.

A linha de produtos áudio será vendida à inMusic , o que envolve a transacção da marca M-Audio e dos seus produtos – teclados, controladores, interfaces, altifalantes, monitores e equipamento digital para DJ’s, entre outros. A M-Audio junta-se às outras companhias pertencentes ao grupo inMusic, que já conta com a Numark, Akai Professional e Alesis.

No entanto, a Avid retém e continuará a desenvolver a linha de software e hardware do ProTools, assim como os aparelhos I/O associados. Nestes estão incluídos a MBox e o Fast Track.

A linha de produtos de edição de vídeo será vendida à Corel Corporation, numa transacção em que estão envolvidos o Avid Studio, Pinnacle Studio e a Avid Studio App para o iPad, entre outros.

“As mudanças que estamos hoje a anunciar fazem da Avid uma companhia mais focada e ágil,” declarou Gray Greenfield, CEO da Avid. “Ao reduzirmos e simplificarmos as nossas operações, esperamos oferecer uma performance financeira melhorada e estabelecer parcerias mais próximas com os nossos clientes empresariais e profissionais. O nosso objectivo continua a ser providenciar estes clientes com soluções inovadoras que os permitam criar os conteúdos mais ouvidos e mais vistos no mundo. Estou entusiasmado com as perspectivas futuras.”

As linhas de produto que agora sofreram desinvestimento contribuíram com cerca de $91 milhões para o total de receitas da Avid de $677 milhões em 2011. Como parte das transacções, alguns funcionários da Avid serão transferidos para as companhias adquiridoras. A Avid estima que as receitas das transacções sejam de aproximadamente $17 milhões, e que ambas aconteçam hoje, dia 2 de Julho de 2012.

Também está prevista uma redução de pessoal, com cerca de 20% dos funcionários permanente a serem directamente impactados pelo desinvestimento e por outros planos de redução nos recursos humanos. A companhia prevê que este processo envolva um custo aproximado entre os $19 e os $23 milhões. A Avid espera cobrir uma parte significativa destes gastos com as receitas das transacções.

EGITANA