Covid-19: PRS Guitars Reabriu a Sua Fábrica Principal

Covid-19: PRS Guitars Reabriu a Sua Fábrica Principal

Nero

A PRS Guitars retomou a produção na sua fábrica de Maryland. A marca teve a corajosa decisão de manter a sua folha salarial intacta durante as oito semanas de confinamento e contraiu uma enorme dívida.

Na sequência da decisão do governo dos Estados Unidos da América, à imagem do que vai sucedendo também em Portugal e restante Europa, de reabrir indústrias e negócios considerados não essenciais, a PRS Guitars reabriu as suas instalações em Chesapeake Bay, Maryland. Esta decisão surge na sequência de completo lockdown durante oito semanas, um período durante o qual, reportadamente, a PRS contraiu uma dívida de vários milhões de dólares ao manter os salários de todos os trabalhadores intactos e toda a logística preparada para retomar a produção após o confinamento.

A reabertura da fábrica teve lugar no passado dia 18 de Maio, com as instalações equipadas de forma cumprir as medidas de segurança recomendadas: distanciamento entre operários, controlo regular da temperatura corporal, linhas de tráfego uni-direcionais desenhadas no piso e embalagens de desinfectante para as mãos abundantemente disponíveis. Além disto, após cada polimento final, terminada a construção, cada guitarra é desinfectada (recorde-se que, no total, cada instrumento é alvo de aproximadamente 20 horas de trabalho).

Foi o próprio Paul Reed Smith que revelou à Reuters que a empresa contraiu uma dívida na ordem dos milhões, tendo decidido manter os 347 funcionários com a folha salarial intacta, após ter percebido que alguns deles «apenas ganhariam 25 ou 50 cêntimos de cada dólar, através dos benefícios sociais para o desemprego».

Aquando a reabertura da fábrica, o actual presidente da marca, Jamie Mann afirmou: «Estamos a contar cada tostão neste momento. Incorremos numa dívida significativa, o valor mínimo para que pudéssemos passar por isto. Portanto, o timming é bom para nós e o nosso pessoal está ansioso por regressar».

Este ano a marca celebra 35 anos de existência. Recentemente, a PRS lançou guitarras num novo formato acústico e também uma edição especial de acabamentos para a Europa. No mês passado, Paul Reed Smith deixou uma reflexão sobre a actual calamidade e algumas palavras de conforto e esperança no YouTube oficial da marca.