D’Angelico de Corpo Sólido

D’Angelico de Corpo Sólido

Nero

Pela primeira vez, nos seus 85 anos de história, a D’Angelico Guitars criou modelos solid-body. Apresentamos os novos designs.

A D’Angelico, marca nova-iorquina, pela primeira vez na sua história, apresentou na NAMM’18 guitarras de corpo sólido. Os modelos Bedford, Ludlow e Atlantic estavam previstos chegar ao mercado em Março, tendo sido adiados para Maio. Os novos modelos partilham características estéticas e configurações electrónicas (como coil-splits e pickups Seymour Duncan), e estão disponíveis em duas gamas de preço, a Deluxe (mais cara) e a Premier (mais económica). Há ainda o extravagante modelo Bedford Grateful Dead “dancing bears”. Eis as características principais das novas guitarras. Mais detalhes sobre os modelos no site oficial D’Angelico.

BEDFORD

d'angelico grateful dead bedford dancing bears

d'angelico bedford

O primeiro modelo do trio a ser pensado, com um design inspirado dos anos 60, possui pickups Seymour Duncan, com o single-coil do braço a oferecer “estalo” e o humbucker da ponte a trazer calor à equação tímbrica. A combinação dos pickups, naturalmente, oferece uma mistura dessas duas características.

ATLANTIC

d'angelic atlantic solid-body guitar

Um vigoroso design single-cutaway equipado com dois humbuckers Seymour Duncan que oferecem um som encorpado. Contudo, os controlos duplos de Tone possuem sistema push/pull para coil-tapping e permitir sons de single-coil. O recorte acentuado na cintura e um corpo fino tornam esta guitarra bastante leve. O perfil “slim-C” do braço permite bastante conforto.

LUDLOW

d'angelico guitars ludlow

O design mais extravagante do trio, criado para aproveitar ao máximo a “tocabilidade” da guitarra, permite um acesso fácil aos trastes mais agudos e partilha o perfil de braço do modelo Atlantic, tal como o circuito electrónico com possibilidade de coil-tapping. Dos três modelos, a D’Angelico garante ser o que possui mais sustain.

EGITANA