Dream Cymbals Recheada de Novas Propostas

Dream Cymbals Recheada de Novas Propostas

Redacção

Dream Cymbals entra no ano com novas propostas de rides e crash com tamanhos acima da média.

Depois do sucesso obtido com o Ride Bliss & Contact Small Bell Flat de 24″, a Dream Cymbals decidiu voltar a apostar em rides de tamanhos grandes e com ligas metálicas bem distintas, desde as mais claras e brilhantes até às mais escuras e graves. Há, para 2021, novos modelos nas séries Energy Ride, Contact Ride, Dark Matter Bliss Ride e Dark Matter Vintage Bliss Ride. Mas não é tudo em relação a novidades. A Dreams Cymbals apresenta ainda novos pratos do aclamado modelo Paper Thin para as séries Dark Matter.

Contact Ride 24″ | Este Ride apresenta aquele som cristalino do ‘primo’ Contact Small Bell Flat Ride, mas reforçado com uma campânula significativamente maior, num perfil mais tradicional que proporciona acentuações cintilantes mantendo no entanto o som quente e definido pelo qual a série Contact é conhecida.

Energy Ride 24″ | Equipado com uma grande e sonora campânula, o Energy Ride de 24″ situa-se na gama média/alta da marca e parece uma boa opção para bateristas que necessitem de um pouco mais de brilho extra na sua mistura. A Dream Cymbals garante que este modelo tem um bom alcance dinâmico e riqueza tonal, é controlado mas ainda assim cheio de energia.

Dark Matter Bliss 24″ | Criado através de processo próprio e não revelado pela Dreams, o ride desta gama escura é enorme e soa grande, mas é tão controlado que tem um óptimo comportamento em dinâmicas mais baixas. Apresenta um sino grande e cortante com definição cristalina. Este prato é perfeito para estúdio.

Dark Matter Vintage Bliss Ride 24″ | Mais um ride de som bem quente e controlado para quem quer obter aquele som de disco de jazz. Com este modelo, a Dreams promete aquele som da ponta da baqueta com precisão e um prato envolvente que abre possibilidades sónicas significativas. A marca diz-se entusiasmada com estas novas séries, nomeadamente a Dark Matter Bliss, uma mistura perfeita das duas linhas mais populares da marca, e que reúne todas as características que os utilizadores normalmente apreciam. A gama Dark Matter Bliss apresenta agora vários crash Paper Thin (17″, 18″, 19″) bem como crash rides 20″ e 22″.

Dark Matter Bliss Paper Thin Crashes 17″ 18″ 19″ | O ataque rápido dos Bliss Paper Thins emparelhado com o processo utilizado na gama Dark Matter criou um crash ideal para músicos de estúdio e que vem em três tamanhos. Acentuações perfeitas com o mínimo de explosão criaram o som de um prato bem processado, garante a marca.

Dark Matter Bliss Crash Rides 20″ 22″ | Rides versáteis criados a pensar nos bateristas que gostam de acentuar partes sem nunca sobreporem o seu som ao som da banda. Estes modelos são por isso crash/rides controlados, que nunca chegam a frequências muito altas, dada a liga metálica escura através da qual são fabricados.

Mais informações aqui.

Enfrentamos tempos de incerteza e a imprensa não é excepção. Ainda mais a imprensa musical que, como tantos outros, vê o seu sector sofrer com a paralisação imposta pelas medidas de combate à pandemia. Uns são filhos e outros enteados. A AS não vai ter direito a um tostão dos infames 15 milhões de publicidade institucional. Também não nos sentimos confortáveis em pedir doações a quem nos lê. A forma de nos ajudarem é considerarem desbloquear os inibidores de publicidade no nosso website e, se gostam dos nossos conteúdos, comprarem um dos nossos exemplares impressos, através da nossa LOJA.

EGITANA