Editor Gratuito Para Sintetizadores Roland Jupiter-X e Xm

Editor Gratuito Para Sintetizadores Roland Jupiter-X e Xm

Redacção

Os sintetizadores Jupiter-X e Xm oferecem bastante controlo prático rápido, mas são também máquinas profundas. Para nos ajudar a aceder aos detalhes mais finos dos instrumentos, a Roland lançou agora um editor de software gratuito e uma livraria que permitem gerir tudo num único local.

O Jupiter-X e o Jupiter-Xm estão entre os sintetizadores mais completos, sonoros e complexos produzidos pela Roland. Projectado para os exploradores sonoros que adoram modificar todos os detalhes dos seus sons, o Editor gratuito do Jupiter-X para macOS e Windows providencia um interface gráfico intuitivo que facilita (ainda mais!) a utilização do potencial criativo ilimitado destes poderosos instrumentos.

Em termos de organização de som, esta ferramenta serve para gerir todas as tuas Scenes e sons individuais num só local. Faz “drag and drop” de sons, organiza set lists e cria a tua biblioteca pessoal ao guardares Scenes e sons de utilizador no teu computador.

É certo que as Scenes do Jupiter-X podem ser bestas complexas com sons de múltiplas-camadas, arpejos, efeitos e outros elementos. Mas, com a poderosa ferramenta Scene Builder do editor, é muito fácil controlar e gerir Scenes em profundidade através do interface intuitivo.

Mergulha também na enorme selecção de parâmetros disponíveis para o módulo ZEN-Core e Expansões de Modelo, modificando e projectando sons para que encaixem perfeitamente nas tuas misturas e performances ao vivo. O hardware e o editor trabalham perfeitamente em conjunto quando estão ligados, com actualizações em tempo-real das alterações efectuadas.

Podes fazer o download gratuito do Jupiter-X Editor através do Roland Cloud Manager, o interface de software para conteúdo da Roland Cloud – a casa de Expansões de Modelo, Packs de Sons, Expansões Wave e outros conteúdos premium que elevam a experiência do Jupiter-X e Jupiter-Xm até ao próximo nível.

Enfrentamos tempos de incerteza e a imprensa não é excepção. Ainda mais a imprensa musical que, como tantos outros, vê o seu sector sofrer com a paralisação imposta pelas medidas de combate à pandemia. Uns são filhos e outros enteados. A AS não vai ter direito a um tostão dos infames 15 milhões de publicidade institucional. Também não nos sentimos confortáveis em pedir doações a quem nos lê. A forma de nos ajudarem é considerarem desbloquear os inibidores de publicidade no nosso website e, se gostam dos nossos conteúdos, comprarem um dos nossos exemplares impressos, através da nossa LOJA.
EGITANA