EVH: Van Halen II ’79 Bumblebee

EVH: Van Halen II ’79 Bumblebee

Redacção
Neil Zlozower

A EVH Gear presta homenagem aos 40 anos do álbum “Van Halen II”, através da réplica da ’79 Bumblebee, a guitarra protagonista dessa era da banda.

O ano passado celebraram-se 40 anos da edição do álbum de estreia dos Van Halen e a EVH Gear recriou a guitarra Frankenstrat. Este ano celebram-se os 40 anos do segundo álbum da banda dos irmãos Van Halen e a EVH Gear tornou a recriar a guitarra que Eddie Van Halen usou nesse disco. Editado em 1979, “Van Halen II” foi cinco vezes platinado. A liderar o seu som estava uma guitarra que Eddie estreou, preta com tiras amarelas, e ficou estampada na capa do álbum. Agora editada como ’79 Bumblebee.

Limitadas a 50 réplicas para todo o mundo, o modelo de homenagem à ’79 Bumblebee possui todas as características da guitarra original, incluindo corpo Strat em ash, braço bolt-on birdseye maple com acabamento em óleo, escala 12″ em maple com 22 trastes jumbo, marcações katalox e Strat-style “Tone” volume knob. O pickup, colocado na ponte, é um humbucker EVH ’79 Bumblebee. Também estão replicados os seis buracos de aparafusamento (ocultados debaixo do protótipo original da ponte locking tremolo e recriados especialmente neste projecto), além do locking nut da guitarra original.

A pintura original, que na verdade é metade do appeal, está reproduzida, mas com tratamento para simular o desgaste que sofreu através de intensa digressão em 1979. O hardware é cromado. No headstock encontra-se a assinatura de Eddie Van Halen, para acrescentar valor a cada uma destas 50 peças de colecção. Custom-made Anvil hardshell case, cordas ’70s-era Fender Super Bullets, palhetas tortoiseshell Van Halen ’70s, booklet exclusivo da Bumblebee, livro Young Guitar Van Halen Live Tour in Japan 1978 & 1979 e vários artigos autografados, além de certificado de autenticidade, foto de concerto 8″x10″ de Eddie Van Halen em 1979 e uma cópia em vinil do álbum “Van Halen II”, acrescentam ainda mais valor à guitarra.

HISTÓRIA DA BUMBLEBEE

Durante o processo de gravação de “Van Halen II”, Eddie Van Halen procurou renovar o seu som, em vez de tornar a usar a “Frankstrat” original que estava a ser imensamente copiada por várias marcas de guitarras.

Eddie teve a ideia de construir uma nova guitarra com corpo ash e alterar as cores da pintura listada, com a electrónica instalada na face posterior da guitarra não haveria necessidade de um pickguard. Encarregou Wayne Charvel do recorte do corpo e o braço em maple foi construído por Lynn Ellsworth da Boogie Bodies. Outras características da primeira vida da guitarra eram um nut normal, um pickup humbucker Mighty Mite com bobines transparentes, o singular botão de volume e uma ponte tremolo com o design original Charvel six-screw brass, além dos afinadores Schaller.

O visual era do perfeito agrado do guitarrista, mas o som nem por isso e Eddie passou imediatamente a fazer pequenos ajustes à guitarra. Instalou um novo braço maple da Boogie Bodies, sem acabamento, e uma escala maple com raio de 12”. Depois mudou trocou o pickup, instalando um clássico DiMarzio Super Distortion, mas trocou-lhe o íman cerâmico por um alnico 2, extraído de um Gibson PAF. Desfiou o pickup, mergulhou-o em cera parafina e reforçou os cabos com cobre, e tornou a enrolá-lo.

Eddie Van Halen também removeu a ponte original da Charvel, deixando a marca dos seis aparafusamentos anteriores. Entretanto instalou um protótipo de um Floyd Rose de dois pontos de fixação e tornou-se o primeiro guitarrista conhecido na história do rock a usar um sistema tremolo com locking-nut. Trocou ainda, e agora já estamos no limiar do maníaco, o botão de volume cromado pelo Strat-style skirted “tone” knob. Após todas estas modificações, apenas o corpo original, a pintura, os afinadores Schaller e os strap hooks permaneceram, da primeira versão da guitarra.

A “Bumblebee”, como rapidamente passou a ser conhecida pelos fãs, tornou-se extremamente popular e permanece como uma das guitarras favoritas dos fãs. O modelo original, como sucedia aos tesouros dos faraós, num sinal de enorme respeito, foi enterrada ao lado da lenda dos Pantera, o guitarrista “Dimebag” Darrell Abbott, que morreu de forma trágica em 2004. Eddie Van Halen era a principal influência do tufão texano e a Bumblebee era a sua guitarra favorita.