Fender, A Espetacular Réplica da ’59 Strat de Mike McCready

Fender, A Espetacular Réplica da ’59 Strat de Mike McCready

Nero

A Fender apresentou os novos modelos de assinatura para 2021. Além da ’59 Strat do guitarrista dos Pearl Jam, destacam-se os modelos de Chrissie Hynde, Joe Strummer ou Jason Isbell.

Como já sabem, este ano não há NAMM no Convention Center de Anaheim. O evento foi substituído pela semana virtual We Believe In Music. Todavia, as marcas, habituadas a anunciar os seus produtos na exposição, continuam com as mesmas rotinas, apresentando o grosso das novidades de catálogo para os próximos doze meses.

Caso da Fender que, como já demos conta, já apresentou o regresso da Boxer Strat (MIJ) ou dos modelos Noventa Series (MIM). A marca também já anunciou três novos amplificadores que irão estrear em 2021: o ’68 Custom Pro Reverb, o ’68 Custom Vibro Champ e o Mustang Micro.

A marca já revelou também o lineup de instrumentos de assinatura para este ano, estreando colaborações com Ben Gibbard, Chrissie Hynde, Mike McCready, Joe Strummer, Dhani Harrison e Jason Isbell. A ’59 Strat de McCready é um sonho para fãs de instrumentos road worn, comecemos por aí.

Mike McCready Stratocaster | Para desenvolver a sua sonoridade no álbum de estreia dos Pearl Jam, “Ten”,  Mike McCready usou principalmente modelos Stratocaster, destacando-se a Sunburst de ’59, que tem acompanhado o guitarrista desde sempre. Durante muito tempo existiu o rumor de que a guitarra teria pertencido a Stevie Ray Vaughan e que McCready a havia comprado em leilão. Baseada nesse modelo, esta réplica da Fender tem um acabamento relic bastante extremo. É um modelo Fender Custom Shop, limitadíssimo a 60 exemplares. Por ser, desde logo, uma raridade, a guitarra bate nos 15 mil dólares.

Ben Gibbard Mustang (€699) | A Mustang com a assinatura do frontman dos Death Cab For Cutie tem acabamento natural, com pickguard preto e hardware cromado. É uma recriação dos instrumentos bastante modificados de Gibbard, sempre guitarras Mustang dos anos 70, que usa em digressão e estúdio. Mas esta versão apresenta algumas características contemporâneas, como corpo em ash com câmaras de ressonância, um par de pickups com som vintage Ben Gibbard Mustang e a ponte fixa modificada.

Chrissie Hynde Telecaster (€1009) | A nova assinatura de Chrissie Hynde, dos The Pretender, surge num acabamento lacado em Faded Ice Blue Metallic Road Worn. Os pickups são um conjunto ‘50s single-coil Tele que replicam o som das unidades da guitarra original de Chrissie. A ponte tem os saddles em aço inoxidável.

Joe Strummer Campfire (€499) | Modelo acústico que presta tributo aos famosos improvisos de Joe Strummer em torno de fogueiras no Glastonbury Festival, agora transferidos para a zona “Strummerville” no recinto do festival. O corpo compacto é em mogno, com tampo em spruce. Acabamento matizado, hardware em níquel e entalhes estrelados. Uma beleza punk.

Dhani Harrison Ukulele (€259) | Uke com dois acabamentos disponíveis, Sapphire Blue e Turquoise, cada um com gravações e entalhes específicos no corpo e escala. Já a construção é (incluindo o tampo) é na exótica madeira ovangkol. Possui pré-amp, tornando-se apto para uso em palco.

Jason Isbell Telecaster (€1439) | Chocolate Sunburst com tratamento Road Worn e os specs tradicionais na Telecaster: escala em rosewood com 21 trastes, single-coils com som vintage e braço no perfil mid-’60s C.