Fender Custom Shop Abre Colecção de Modelos Student

Fender Custom Shop Abre Colecção de Modelos Student

Redacção

Os Master Builders da Fender Custom Shop criaram uma colecção composta por 12 guitarras singulares, inspiradas nos modelos de “estudo” da Fender dos anos 50 e 60, que serão vendidas numa iniciativa solidária, com os lucros a reverterem para a Fender Play Foundation.

Os modelos student originais continham uma nsérie de peculiaridades de design, incluindo escalas mais curtas, corpos mais compactos e, na maioria dos casos, opções de circuito (pickups e switching) mais simples que os modelos tradicionais.  A nova colecção é composta por doze guitarras, mas para já apenas quatro foram apresentadas em detalhe, duas Stratocasters (uma delas de escala curta) e duas Music Masters. O lucro com as vendas das guitarras irá reverter para a Fender Play Foundation, ajudando aos adjectivos desta instituição de «equipar, educar e inspirar a próxima geração de músicos».

O Master Builder Ron Thorn falou sobre os instrumentos: «A história mostra-nos que muitos profissionais usaram os modelos de “estudo” originais com enorme sucesso e, como era esperado neste projecto, cada Master Builder acrescentou a sua criatividade e visão artística para construir versões que nunca existiram e são autênticas singularidades. Music Masters, Duo-Sonics, Stratocasters de escala curta e Mustangs são alguns dos modelos representados».

Thorn continua, garantido que cada uma das guitarras é «construída do zero, exigindo ferramentas, hardware e electrónica personalizada. O entalhe Fender Play Foundation no primeiro traste marca o a guitarra como parte desta exclusiva colecção de 12 instrumentos, um de cada Master Builder. No entanto, estas guitarras não são as típicas construções ‘Masterbuilt’, foram criadas para se tornarem clássicos e contribuir para a importante causa da Fender Play Foundation». Tempo de conhecer as primeiras quatro guitarras…

Greg Fessler | ‘62 Stratocaster, Journeyman Relic’d Blue Ice Metallic: Guitarra construída com duas peças de alder no corpo e um braço maple quartersawn, com escala lisa em rosewood. O braço assemelha-se aos perfis ovais “C” Back-Shape da década de 60. O raio de 9.5” da escala inclui 21 traste “narrow tall” (6105). Na electrónica incluem-se os PUs Fat 50’s (bobinados artesanalmente), com inversão de polaridade no pickup do meio. São controlados por switch de cinco vias, num circuito tradicional “Strat blender”. No hardware está incluso o vibrato de sincronização American Vintage.

Dennis Galuszka | Musicmaster, ‘New Old Stock’ Copper Sparkle: Esta Musicmaster tem duas peças de alder no corpo e um braço maple quartersawn, com escala lisa em rosewood. O braço tem o perfil “C” de 1962, com a escala de 9.5” de raio a incluir 22 trastes médio jumbo e entalhes perlados. Os pickups são uma combinação peculiar, com um Curtis Novak Tele (ponte) e um humbucker Curtis Novak Wide-Range (braço). Ponte fixa Subsonic, afinadores vintage e pestana em osso.

Paul Waller | Musicmaster, Relic’d Fiesta Burst: Mais um modelo com corpo em duas peças de alder, mas neste caso o braço em maple é flatsawn, com a escala curta (24.75”) e lisa em rosewood. O braço tem o perfil “C” de 1965, com a escala de 9.5” de raio a incluir 22 trastes médio jumbo. No braço está um humbucker CuNiFe Wide-Range, o único pickup da guitarra e controlado por master volume e tone. O hardware conta com uma ponte fixa tipo Strat, vintage como os afinadores. Pestana em osso.

Carlos Lopez | Short Scale Stratocaster, Closet Classic Oxblood: Outro modelo de escala curta (24.75”), com corpo composto por duas peças de ash e o braço maple quartersawn, com, escala lisa em rosewood. O braço possui o perfil oval “C” no estilo da década de 60. O raio de 14” da escala é percorrido por 22 trastes narrow tall. Há um único pickup, o poderoso humbucker Dimarzio Super Distortion, controlado apenas pelo botão de volume. Hardware com o tremolo sincronizado American Vintage, afinadores vintage e pestana em osso.

Cada uma destas guitarras vem acompanhada de estojo rigído luxuoso, strap, pano de limpeza e certificado de autenticidade. Podem ver mais detalhes na Fender Custom Shop.

Enfrentamos tempos de incerteza e a imprensa não é excepção. Ainda mais a imprensa musical que, como tantos outros, vê o seu sector sofrer com a paralisação imposta pelas medidas de combate à pandemia. Uns são filhos e outros enteados. A AS não vai ter direito a um tostão dos infames 15 milhões de publicidade institucional. Também não nos sentimos confortáveis em pedir doações a quem nos lê. A forma de nos ajudarem é considerarem desbloquear os inibidores de publicidade no nosso website e, se gostam dos nossos conteúdos, comprarem um dos nossos exemplares impressos, através da nossa LOJA.
EGITANA