Fern Guitars Prepara Início de Produção

Fern Guitars Prepara Início de Produção

Nero

A Fern Guitars está a ultimar os seus designs de pré-produção, já com modelos hardwood, e estes inovadores instrumentos estão prestes a estrear no mercado.

Foi em Maio de 2020 que apresentámos o conceito inovador da Fern Guitars, através do modelo Fern Phoenix, que abraça o conceito dos sintetizadores modulares, mas aqui será a madeira do corpo da guitarra que poderão alternar. Podem mudar a vossa guitarra sem necessidade de luthiers, nem de complicadas intervenções no circuito. Nessa altura, a marca apontava ao final deste ano para estrear o seu primeiro design.

Em press release chegado à nossa redacção, a Fern Guitars está a cumprir o prometido. A marca prepara-se para iniciar produção e actualizou o estado das coisas. Após oito meses de trabalho, o processo de criação do protótipo está praticamente terminado. Incrustado com um módulo cherry, o corpo em ash dá-nos um vislumbre do aspecto finalizado da guitarra.

Significa também que a Fern Guitars optou por espécies hardwood, depois de ter definido a a opção de madeira compensada. Este é um avanço bastante significativo e permite completar o modelo Phoenix de pré-produção.

Após aperfeiçoar o corpo em madeiras duras e as suas combinações modulares, a marca estará pronta para estrear os módulos alternáveis em diferentes tipos de madeiras. Uma cronologia que visaria estar pronta para a Winter NAMM 2021 (se esta chegar a acontecer).

Portanto, nos próximos meses, a marca planeia oferecer diferentes escolhas de corpo e módulo, no maior número madeiras estabelecidas para guitarra possível, incluindo maple e mogno (olá amantes da Fender e da Gibson). Além disso, os módulos surgirão em várias configurações que os guitarristas conhecem de ginjeira, como SSS, HSS, dual humbuckers e P90s, e ainda algumas mais experimentais.

Mais info em https://www.fernguitars.com

Enfrentamos tempos de incerteza e a imprensa não é excepção. Ainda mais a imprensa musical que, como tantos outros, vê o seu sector sofrer com a paralisação imposta pelas medidas de combate à pandemia. Uns são filhos e outros enteados. A AS não vai ter direito a um tostão dos infames 15 milhões de publicidade institucional. Também não nos sentimos confortáveis em pedir doações a quem nos lê. A forma de nos ajudarem é considerarem desbloquear os inibidores de publicidade no nosso website e, se gostam dos nossos conteúdos, comprarem um dos nossos exemplares impressos, através da nossa LOJA.