Gibson App Entra no Ringue com a Fender Play

Gibson App Entra no Ringue com a Fender Play

Redacção

Nova aplicação da Gibson para aprender a tocar guitarra com Realidade Aumentada em Áudio. A app inclui acesso à Gibson TV, monitorizador de evolução, auxiliar play along, afinador e, entre outros serviços, consulta a um guitar tech.

A Gibson juntou-se à empresa tecnológica sueca Zoundio para criar a nova Gibson App para dispositivos iOS e Android. Esta nova aplicação inclui um rol impressionante de funcionalidades, incluindo Realidade Aumentada de Áudio, monitorizador de evolução na aprendizagem, auxílio para tocar por cima de temas clássicos, um afinador e a possibilidade de marcação de uma ‘consulta’ com um guitar tech da marca, serviço que a marca criou o ano passado.

A aplicação é completamente gratuita para descarregar e utilizar, mas a Gibson cobra uma subscrição pelas aulas de guitarra e há outras compras in app. Há, no entanto, um teste gratuito de 14 dias para tocar ao lado de canções de artistas como Eric Clapton, BB King, Tom Petty, Dolly Parton, Santana, Aerosmith, Billie Eilish, The Beatles, Foo Fighters e Thin Lizzy. Os cursos disponibilizados variam consoante o nível de mestria do instrumento. Por exemplo, se são principiantes, devem usar o curso Beginner, procurar seguir os respectivos exercícios durante um mínimo de 15 minutos por dia, de três em três dias e consolidarem a vossa capacidade a partir daí.

Ainda não tivemos oportunidade de a usar de modo aprofundado, para avaliar o seu desempenho de forma categórica. Mas os princípios são atraentes. Por exemplo, o afinador incorporado permite lidar com afinações alternadas e afinações cromáticas (naturalmente que a capacidade do vosso dispositivo, nomeadamente o seu microfone irá influir). Tem também uma linha directa para o canal Gibson TV YouTube, que tem conteúdos óptimos, como este aqui, por exemplo.

De resto, a nova tecnologia de Realidade Aumentada de Áudio permite aos utilizadores interagir directamente com a aplicação e não apenas ver vídeos de aulas. A Gibson diz que a aplicação responderá à medida que se aprende a tocar, para que os alunos possam progredir mais naturalmente, com lições virtuais que se tornam cada vez mais interactivas.

Esta iniciativa da Gibson é, sem dúvida, a resposta da gigante marca ao enorme sucesso da app Fender Play, da rival marca californiana. No nosso país, pelo menos, arranca com uma vantagem. Apesar de não estar traduzida na língua de Camões, pode ser utilizada em Portugal. Por seu turno, a Fender Play necessita de um par de manobras e fintas para poder ser utilizada por entusiastas portugueses. Aguardam-se as cenas dos próximos capítulos nesta nova guerra entre os dois titãs da indústria musical.

A app da Gibson está disponível para IOS e Android e pode ser descarregada aqui.

Enfrentamos tempos de incerteza e a imprensa não é excepção. Ainda mais a imprensa musical que, como tantos outros, vê o seu sector sofrer com a paralisação imposta pelas medidas de combate à pandemia. Uns são filhos e outros enteados. A AS não vai ter direito a um tostão dos infames 15 milhões de publicidade institucional. Também não nos sentimos confortáveis em pedir doações a quem nos lê. A forma de nos ajudarem é considerarem desbloquear os inibidores de publicidade no nosso website e, se gostam dos nossos conteúdos, comprarem um dos nossos exemplares impressos, através da nossa LOJA.

EGITANA