Gibson Peter Frampton “Phenix” Les Paul Custom VOS

Gibson Peter Frampton “Phenix” Les Paul Custom VOS

Redacção
Gibson

A Gibson Custom Shop lançou a “Phenix” Les Paul Custom VOS de Peter Frampton, uma recriação da icónica LP Custom que se vê na capa do lendário álbum “Frampton Comes Alive”, de 1976!

Frampton tocou com a Les Paul Custom original de 1954 durante o seu tempo nos Humble Pie. A guitarra ganhou o seu apelido, Phenix, após sobreviver a um acidente de avião de carga em 1980. Só foi devolvida a Frampton cerca de 30 anos depois.

A Peter Frampton “Phenix” Les Paul Custom VOS apresenta um corpo em mogno, com alívio de peso, combinado com um braço em mogno e uma escala de ébano com 22 trastes jumbo. O perfil do braço é feito à medida das preferências pessoais de Frampton. Nos pickups há um trio de CustomBuckers, encaminhados para o alternador Switchcraft e para a secção de controlos com três potenciómetros CTS.

O hardware da guitarra é dividido entre acabamentos dourados e creme para replicar o da Phenix original. Afinadores Grover, pinos de correia Schaller e uma pestana de osso. A tampa do truss rod e a incrustação do 12º traste foram decoradas com a assinatura de Frampton. Quanto ao seu acabamento, esta gloriosa Les Paul surge num vintage lacado nitrocelular de ébano.

Frampton diz que «não podia estar mais satisfeito» com a forma com os trabalhos da recriação. «A Gibson meteu aquele esforço extra em cada área para trazer de volta o feel e o som da minha original e histórica guitarrae Phenix Les Paul Custom. O braço e o peso desta guitarra de mogno vão surpreender-vos, o quão bem se sente e quão leve é (e é mesmo um pouco mais leve que a Phenix). Esta é uma grande guitarra».

A Peter Frampton “Phenix” Les Paul Custom VOS bate quase nos sete mil dólares (o seu estojo é incluido no preço). Mais detalhes na Gibson.

Enfrentamos tempos de incerteza e a imprensa não é excepção. Ainda mais a imprensa musical que, como tantos outros, vê o seu sector sofrer com a paralisação imposta pelas medidas de combate à pandemia. Uns são filhos e outros enteados. A AS não vai ter direito a um tostão dos infames 15 milhões de publicidade institucional. Também não nos sentimos confortáveis em pedir doações a quem nos lê. A forma de nos ajudarem é considerarem desbloquear os inibidores de publicidade no nosso website e, se gostam dos nossos conteúdos, comprarem um dos nossos exemplares impressos, através da nossa LOJA.

EGITANA