Greg Howe junta-se à DV Mark

Timóteo Azevedo

A DV Mark anunciou oficialmente que o virtuoso da guitarra Greg Howe tornou-se endorser da marca italiana.

A escolha do guitarrista californiano é a cabeça Triple 6 recentemente lançada pela DV Mark. Trata-se de uma unidade completamente valvulada de três canais, com 120 watts de potência a serem gerados por 4 válvulas ECC83 na pré-amplificação e um par de KT88 mais outra ECC83 na fase de amplificação de potência. O som é debitado através de uma coluna C412 Standard, com quatro altifalantes de 12 polegadas.

Sobre o amplificador, Greg Howe comenta que é “um amplificador extremamente versátil capaz de oferecer uma variedade de tons brutais.”

Howe viajará para Itália em Julho para trabalhar com Marco De Virgiliis e a equipa da DV Mark num modelo de assinatura a ser lançado no próximo ano.

Greg Howe é um nome importante no mundo das seis cordas, tanto a solo como acompanhando outros artistas. Começou a tocar aos 10 anos, e no seu percurso já colaborou com algum dos grandes artistas mundiais do popMichael Jackson (“HIStory World Tour“, 1996), Enrique Iglesias, NSYNCJustin TimberlakeChristina AguileraRihannaLady AntebellumP. DiddyT-PainNellyTim McGrawSalt-N-Pepa entre outros. No segundo álbum póstumo de Micheal Jackson, “Immortal” (2011), podemos ouvir Greg a tocar em “Dancing Machine” e “Beat It“.

O guitarrista tornou-se conhecido quando Mike Varney o convidou para gravar um álbum instrumental através da sua editora, a Shrapnel Records. Homónimo, o álbum contou com Billy Sheehan no baixo e Atma Anur na bateria, e rapidamente despertou a atenção. Foi considerado o 10º melhor álbum de shred de todos os tempos pela revista Guitar World. Desde essa altura, Greg Howe lançou dois álbuns com voz em colaboração com o irmão e mais oito trabalhos instrumentais a solo, onde funde rock, funk, fusão, blues e jazz. Em 2008 lançou o disco “Sound Proof”, considerado um dos seus melhores trabalhos.

Neste momento Greg Howe está na fase de produção de um álbum com voz que será lançado em Setembro ou Outubro, ou mesmo tempo que está em actividade constante com clínicas de guitarras, exposições e tours por todo o mundo.

EGITANA