Jack White & CopperSound Pedals Criam o Octave Digital Triplegraph

Jack White & CopperSound Pedals Criam o Octave Digital Triplegraph

Nero

O Triplegraph, saído da imaginação de Jack White e concebido pela CopperSound Pedals, é um octave digital com um som monstruoso, effects loops e killswitch.

Em 2019, a Third Man Records, editora de Jack White, juntou-se à Gamechanger Audio para criar o Plasma Coil, um pedal octave fuzz que transporta a filosofia sonora da label. Os pedais boutique personalizados e associados especificamente a artistas ou marcas, no seguimento do que é feito com os instrumentos, vão-se tornando algo cada vez mais comum. Até porque, os seus custos de produção e mercado de nicho tornam mais fácil criar coisas para lá do mainstream. Exemplos recentes, que provocaram enorme fascínio na AS, incluem o Quantum Mystic dos YOB, o Pessimiser dos Melvins ou mais recente LifePedal dos Sunn.

Desta feita, a Third Man Record juntou-se à CopperSound Pedals para criar o Triplegraph. Este novo pedal é uma unidade octave digital e possui três teclas de código morse, além de effects loop e vários modos de operação. A tecla mais à esquerda dispara o efeito de uma oitava mais baixa, a mais à direita, adivinharam, uma oitava mais alta. A tecla do meio depende do modo de operação selecionado.

No modo Kill, corta o sinal sem efeito e usado em conjunto com os outros switches/teclas, permite que o som passe apenas com o efeito da oitava mais alta ou mais baixa. No modo Auxiliary, pressionando o switch envia-se o sinal através do effects loop. Os sons de oitava passam sem latência no tracking, funcionando de forma momentânea (ou intermitente) ou trancada. As teclas/switches são feitas de alumínio, portanto devem aguentar esses quilos a mais que a quarentena vos deu.

O pedal tem andado em teste há uns quatro anos, com Jack White a testar protótipos na gravação do mais recente álbum dos Raconteurs, “Help Us Stranger”, e na respectiva digressão. Sobre o disco, podem ler a review que lhe fizemos e podem também, se quiserem saber tudo sobre o seu making of, comprar a revista em que temos uma entrevista absolutamente exclusiva (em Portugal) com a banda.

A ideia para o pedal surgiu depois de a CopperSound Pedals ter presenteado White com um singular Telegraph Stutter, um killswitch momentâneo que usa o mesmo tipo de mecanismo que este novo pedal. Em pouco tempo, a CopperSound foi contactada pela Third Man: Jack White tinha usado o pedal e tinha ideias muito específicas para uma nova unidade…

O Triplegraph está disponível em versão de produção regular ou edição limitada (custam, em dólares, $399 e $449, respectivamente). A edição limitada tem um visual exclusivo, num acabamento amarelo com impressões preto e branco, uma placa de aço com o número de série e um Certificado de Autenticidade assinado por Jack White, além de um livro personalizado. A edição Standard está num acabamento que é como um negativo da edição limitada. Ambos os modelos são acompanhados de um livro de 130 páginas a descrever a história do pedal.

No player podem disparar a apresentação do pedal, com Jack White acompanhado por Carla Azar (bateria) e Dominic John Davis (baixo). Mais info na thirdmanstore.com.

Enfrentamos tempos de incerteza e a imprensa não é excepção. Ainda mais a imprensa musical que, como tantos outros, vê o seu sector sofrer com a paralisação imposta pelas medidas de combate à pandemia. Uns são filhos e outros enteados. A AS não vai ter direito a um tostão dos infames 15 milhões de publicidade institucional. Também não nos sentimos confortáveis em pedir doações a quem nos lê. A forma de nos ajudarem é considerarem desbloquear os inibidores de publicidade no nosso website e, se gostam dos nossos conteúdos, comprarem um dos nossos exemplares impressos, através da nossa LOJA.

EGITANA