Jimmy Page Lembra Roger Mayer

Jimmy Page Lembra Roger Mayer

Nero

Jimmy Page revela a enorme influência de Roger Mayer no seu som e dos Led Zeppelin, lembrando quando o seu amigo lhe surgiu com um aparelho que iria revolucionar o som de guitarra, um pedal de distorção.

Numa extensa entrevista com a Uncut Magazine, Jimmy Page aborda vários assuntos como os primórdios da sua carreira, a sua relação com Robert Plant, o extraordinário legado dos Led Zeppelin e também o seu som de guitarra. Recordando vários anos atrás, Page fala na revolução que a engenharia eléctrica de Roger Mayer provocou, mudando o seu som de guitarra e o da música rock para sempre.

«Foi um momento axiomático para o meu som. Conheci um gajo chamado Roger Mayer num concerto em Surbiton. Ele trabalhava para o Almirantado [Britânico] e era um nerd, à séria, no que respeitava à música. Perguntou-me se necessitava de algo para a minha guitarra. Um dia veio a minha casa, toquei-lhe uma canção com distorção eléctrica e disse-lhe que queria descobrir uma forma de ter sustain naquilo. Ele foi embora e voltou noutra altura com esta caixa que tinha um interruptor on/off – o que significava que podia controlar a distorção». Uma história que Page já havia evocado em 2014, numa entrevista em vídeo que podem ver no player em baixo.

Recorde-se que, na altura, os amplificadores não estavam equipados com controlos de Master Volume e que os guitarristas tinha que fazer “trinta por uma linha” para obter um som distorcido – desde rasgar os altifalantes, enfiando objectos no cone, ou operar algum tipo de pré-amp na frente do amp de guitarra, para excitar mais intensivamente as válvulas.

Para os guitarristas que tocavam nessa época, a capacidade de criar distorção e tocar em volumes demenciais sem rebentar com o seu amplificador foi como descobrir o caminho marítimo para Índia. Mudou tudo!

«Foi fenomenal. Quando comecei a usá-lo em sessões de gravação impressionei os outros músicos. Ficaram lívidos, mas a malta que trabalhava os arranjos musicais adorou», revela Page, admitindo de seguida que a outra caixa de Mayer, um modulador, o impressionou menos. «Era difícil de controlar em estúdio com a guitarra. Portanto, disse-lhe que não servia para mim». Com a recusa de Page, Mayer levou o arqueológico pedal a Jimi Hendrix em 1967 e o que se viria a designar por Octavia ficou imortalizado em “Purple Haze”.

Mayer construiu os pedais para Page anos antes dos Led Zeppelin, em 1964. Há quem afirme que foi Orville Rhodes a inventar o pedal de distorção, em 1962, para os The Ventures. Na actual edição impressa da AS, à boleia de Jimmy Page e dos Led Zeppelin, que se estrearam em 1969, revemos os mais determinantes momentos na história do hard rock, olhando à evolução do som de guitarra até esse momento. Naturalmente, há um artigo sobre pedais de distorção. Descobre mais AQUI.