Line 6 James Tyler Variax JTV-69S e JTV-59P

Timóteo Azevedo

A Line 6 anunciou o lançamento de duas novidades na sua série de guitarras de emulação James Tyler Variax. As novas JTV-69S e JTV-59P são semelhantes aos modelos já existentes JTV-69 e JTV-59, mas com ligeiras alterações.

“Estamos entusiasmados por expandir a linha James Tyler Variax com modelos adicionais que vão inspirar ainda mais guitarristas a experimentarem estes instrumentos surpreendentes,” declarou Darrel Smith, gestor de linha de produtos de guitarra na Line 6 “Para o músico que gosta dos pickups soapbar vintage P-90 e procura um tom com ligeiramente menos ganho e mais calor, a JTV-59P é uma boa escolha. A JTV-69S oferece a configuração standard na indústria de três pickups single-coil, que é ideal para os guitarristas que querem um som clássico.”

Os novos modelos também estão equipados com a tecnologia de emulação dos modelos anteriores. Tanto o JTV-69S como o JTV-59P oferecem uma escolha de 29 instrumentos, entre o timbre da guitarra em si a emulações de 18 modelos de guitarra eléctrica e 10 de guitarra acústica. Nos modelos de guitarra eléctrica encontramos instrumentos como a Fender Telecaster Custom de 1960, a Fender Stratocaster de 1959, a Gibson Les Paul “Goldtop” de 1952, a Gibson Firebird V de 1976, a Gretsch Silver Jet de 1956, a Rickenbacker 360-12 de 1966 e a Epiphone Casino de 1967, entre outros. Nos modelos acústicos, encontramos guitarras como a Martin D-28 de 1959, a Guild F212 de 1966 e a Gibson J-200 de 1995.

As modelações estão divididas nos bancos T-Model, Spank, Lester, Special, R-Billy, Chime, Semi, Jazzbox, Acoustic e Reso. Cada banco contém 5 emulações diferentes, escolhidas pelo selector que também é usado para definir os pickups quando se usa o timbre da própria guitarra. As emulações variam conforme os bancos, sendo por vezes variações de um mesmo instrumento em estilos diferentes ou outro instrumento completamente diferente. O banco Reso apresenta tons de outros instrumentos de cordas ou guitarras raras, oferecendo os timbres de um Dobro Model 32 de 1935, uma sitar, uma Danelectro 3021 de 1965, um Gibson Mastertone Banjo e uma guitarra National Tricone de 1928.

Ambos os modelos também vêm equipados com o potenciómetro que permite aceder rapidamente a 10 afinações alternativas, sem necessidade de mexer nas cravelhas e ter de reajustar acções, curvatura de braço ou altura dos pickups. Para além da afinação standard, o sistema chamado Virtual Capo tem disponível as afinações alternativas Drop D (corda mais grave em Ré), meio-tom mais grave, Drop D bemol (corda mais grave em Ré bemol, um tom abaixo, DADGAD (Ré-Lá-Ré-Sol-Lá-Ré), Open D (Ré-Lá-Ré-Fá#-Lá-Ré), Blues G (Ré-Sol-Ré-Sol-Si-Ré), Reso G (Sol-Si-Ré-Sol-Si-Ré), Open A (Mi-Lá-Dó#-Mi-Lá-Mi) e barítona (Si-Mi-Lá-Ré-Fá#-Si).

Os utilizadores podem construir as suas próprias emulações de guitarras e afinações alternativas usando o software Variax Workbench, que vem incluído com a JTV-69S e a JTV-59P. O programa permite escolher entre 28 tipos de corpo e 17 modelos de pickup, tanto single-coil como humbucker. Para os pickups ainda podemos definir aspectos como a posição, o ângulo de colocação e o nível de sinal de saída. As emulações podem ser carregadas para dentro das guitarras nos bancos Custom ou partilhadas entre utilizadores, com a própria Line 6 a aumentar o número de modelações disponíveis de forma regular. Para além do software, vem incluído respectivo o interface USB.

Os novos modelos continuam a resultar de uma parceria entre a Line 6 e o luthier James Tyler, que já construiu instrumentos customizados para músicos de secção como Michael Landau (Michael Jackson, Seal, Miles Davis), Dann Huff (Whitesnake, Michael Bolton) ou Dean Parks (Stevie Wonder, B.B. King), entre outros. As guitarras de produção seguem as especificações de Tyler, que equipou os instrumentos com características personalizadas como as pontes e respectivos sistemas de colocação de cordas e intonação.

A Line 6 oferece uma versão US Custom Series para cada um dos novos modelos, juntando tecnologia a uma manufactura artesanal mais cuidada e detalhada.

JTV-69S

A JTV-69S apresenta um corpo sólido de amieiro a que é aparafusado um braço de maple. O braço tem uma escala em pau-rosa [rosewood] (ou maple, no acabamento Black) com 25,5″ de comprimento e 22 trastes de tamanho jumbo médio. A pestana é esculpida de Graph Tech Black TUSQ XL, um material auto-lubrificante que previne que as cordas fiquem presas nas ranhuras por causa do atrito, e assim causarem problemas de afinação.

A guitarra está equipada com três single-coils com ímanes de alnico e bobinados de acordo com as especificações de estilo vintage definidas por James Tyler, e onde o pickup da posição de ponte está inclinado em relação à ponte e ao braço. O som pode ser moldado através de um potenciómetro de volume e um de tom, com os pickups escolhidos através de um selector de cinco posições (braço, braço-médio, médio, médio-ponte, ponte). Para além destes dois potenciómetros temos o de selecção da emulação e o do sistema Virtual Capo.

As ferragens têm um acabamento cromado, sendo a ponte com trémulo um modelo próprio criado por Tyler. A ponte inclui ainda um sistema de pickups piezo L.R. Baggs Radiance Hex, que ajuda a captar as vibrações acústicas do instrumento e assim oferecer mais possibilidades tímbricas. A guitarra também vem equipada com o Variax Digital Interface que permite integração com outros produtos da Line 6, como o POD HD500 e o POD HD PRO.

Traz uma bateria de iões de lítio recarregável que permite utilizar os bancos de emulações e as outras funções de modelação durante aproximadamente 12 horas, trazendo também o respectivo carregador. Sem a bateria, a JTV-69S funciona como qualquer outra guitarra eléctrica com pickups passivos. Inclui também um saco acolchoado.

A JTV-69S está disponível nos acabamentos Sunburst tricolor (pickguard branco), Black (pickguard preto e escala em maple), Shorline Gold (pickguard menta) e Olympic White (pickguard menta).

JTV-59P

Corpo em mogno com tampo em maple laminado com maple flamejante, ao qual é colado um braço também de mogno. No braço encontramos uma escala em pau-rosa com 24,5652″ de comprimento e 22 trastes de tamanho jumbo médio. A pestana é esculpida do mesmo material que a JTV-69S, Graph Tech Black TUSQ XL.

Na electrónica encontramos dois pickups modelados dos clássicos P-90, nas posições de braço e ponte. A modelação do sinal é feita através de um potenciómetro de volume e outro de tom e um selector de três posições (braço, braço-ponte, ponte). As emulações e afinações alternativas do Virtual Capo são definíveis através dos respectivos potenciómetros, com as modelações dos vários bancos a serem escolhidas pelo selector.

Também apresenta ferragens cromadas, e a ponte wraparound desenhada por James Tyler está equipada com o mesmo sistema piezo L.R. Baggs Radiance Hex. Também está equipada com o Variax Ditigal Interface e a bateria de lítio com o respectivo carregador, e traz incluído um saco acolchoado.

A JTV-59P está disponível nos acabamentos Gold Top (acima) e Black (abaixo).

O representante oficial da Line 6 em Portugal é a Américo Nogueira Lda.

EGITANA