NAMM 2019: Fender “Alternate Reality”

NAMM 2019: Fender “Alternate Reality”

Nero

A colecção de edição limitada de 2019 traz o renascimento das guitarras de 12 cordas na Fender e modelos tão peculiares como a Powercaster ou a Tenor Tele, uma guitarra de quatro cordas.

Após o sucesso dos últimos anos de modelos de edição limitada nos últimos anos, com as “10 For 15”, as “Magnificent Seven” e as “Parallel Universe”, a Fender baseou-se principalmente nesta última colecção, que contava com mais modelos incomuns, digamos assim, para lançar a colecção “Alternate Reality”. Os modelos de edição limitada que entram nesta colecção, exclusiva a 2019, são cinco e incluem o renascimento de uma Fender de 12 cordas e modelos como a Powercaster ou a Tenor Tele, uma guitarra de quatro cordas. Eis cada um dos modelos que irão estrear ao longo do ano e as suas principais características.

fender powercaster

POWERCASTER | A Fender capitaliza a tendência crescente de fascínio pelos pickups P-90 e vai estrear este cruzamento de humbucker, um Atomic, com os icónicos e musculados single-coil. O braço é em roasted maple e o corpo offset é em alder. Ponte hardtail e um comutador “simplérrimo” dão estilo, super funcionalidade e sentimento à guitarra.

fender sixty-six

SIXTY-SIX | Se vista de relance pode parecer apenas outra variação de uma Stratocaster, na verdade a Sixty-Six é um formato Jazz Bass, ainda que num tamanho mais compacto, para servir de corpo de guitarra. Os pickups incluem um humbucker Player Series e dois single-coil Player Series Tele. Não deixem de verificar aqui as características gerais da Player Series. O corpo é em ash e acolhe um comutador de cinco posições, potenciómetros em estilo Jazz Bass e vibrato.

fender meteora hh

METEORA HH | Foi, quiçá, o modelo Parallel Universe que provocou maior falatório e regressa já este ano numa configuração de duplo humbucker – o primeiro modelo tinha uma combinação de single-coils Tele. O sistema de controlos é bastante incomum, usando os potenciómetros de Tone para coil-splitting (através de sistema push-pull), além do switch que permite alternar o potenciómetro de volume entre ambos os pickups.

fender electric xii 2019

ELECTRIC XII | A Electric XII foi originalmente lançada pela Fender em 1965, aproveitando a explosão do folk rock pós Byrds. No entanto, a produção destas guitarras cessou em 1969, devido ao fracasso de vendas. A nova versão reproduz a configuração de pickups de duplo split-coil, com comutador de três posições. Aliás, esta reedição é praticamente uma réplica dessa guitarra que, acreditem ou não, também foi usada por Jimmy Page em “Stairway To Heaven” e em “Beck’s Bolero”, embora o guitarrista de Led Zeppelin tenha imortalizado a double-neck da Gibson.

fender tenor tele

TENOR TELE | É o modelo “mais fora” entre as Alternate Reality. Sim, a não ser que sejam Max Cavalera talvez não necessitem desta guitarra. mas confessem lá, entre todas há alguma outra que vos desperte tanto a curiosidade como este pequena Tenor Tele? Os pickups são Tele Custom, adaptados para apenas as quatro cordas da guitarra. O comutador é de três posições. O intrigante braço possui uma escala de 22.75”, com um raio de 9.5”.