Nuendo Live

Timóteo Azevedo

A Steinberg anunciou o lançamento da mais recente versão do Nuendo, o Nuendo Live. Trata-se de uma plataforma dedicada para a gravação de eventos ao vivo cujo foco é a facilidade de montagem e operação, para permitir que o técnico de som esteja mais concentrado no espectáculo.

O interface do Nuendo Live é familiar aos utilizadores dos programas da Steinberg, embora um pouco mais simplificado. Opções e preferências que não são tão importantes no processo de gravação foram retiradas e substituídas por opções de auto-setup, para agilizar o processo de preparação para gravar. Uma dessas funções é a definição de todas as entradas e saídas do interface de áudio utilizado para a gravação, criando logo as pistas equivalentes. Também é possível armar todas as pistas para gravação de uma só vez, assim como definir o esquema de nomeação para as faixas, pastas e ficheiros. Os ficheiros de gravação são automaticamente guardados com o número e o nome atribuídos a determinada faixa, sendo também possível assignar nomes de artistas ou de produção. Outra função é a possibilidade de definir diferentes pastas de destino das gravações feitas numa sessão. Tudo para tornar a identificação posterior dos ficheiros mais fácil e rápida e de ficheiros e gravações relacionados entre si.

A plataforma foi pensada para conseguir albergar um concerto completo ou mesmo um festival dentro de uma mesma sessão. Podemos definir e nomear marcadores na linha de tempo que ajudem a identificar momentos específicos mais tarde, em pós-produção. A marcação pode ser feita enquanto decorre a gravação, não interrompendo a sessão. A ideia é eliminar a necessidade de ter de montar uma nova sessão para cada banda num festival, ou para cada tema no concerto de um artista. À função dos marcadores junta-se a possibilidade de escrever comentários e deixar notas, tudo guardado dentro da sessão. O software foi desenhado para trabalhar de forma nativa a 64-bit no Windows 7 e no Mac OS X 10.7, aumentando a quantidade possível de memória a utilizar de três gigabytes para um terabyte. Um suporte que fará a diferença em projectos de maior dimensão.

Uma novidade apresentada no Nuendo Live é a função de “Virtual Soundcheck“. Esta função permite fazer os testes de som mesmo sem a presença dos artistas, usando gravações de um espectáculo anterior. Uma característica bastante interessante para as bandas e respectivas equipas que estão na estrada em digressão, quando os alinhamentos entre concertos pouco variam.

Quanto a ferramentas de monitorização, o Nuendo Live apresenta monitores de sinal para verificar o nível de sinal de entrada de cada um dos canais. Além destes, o painel de gravação agrega as informações mais vitais para a monitorização – nome da produção, nome do artista, nome do engenheiro ou técnico de gravação, a pasta geral de destino dos ficheiros, timecode do projecto e timecode dado por um equipamento externo, o tempo corrente e tempo máximo de gravação sob as definições actuais, espaço em disco restante e posição de marcadores. A sincronização com timecode externo foi optimizada, sendo capturado e utilizado para “carimbar” o áudio gravado. Estas etiquetas serviram para facilitar a sincronização das diferentes gravações em pós-produção.

Para evitar interrupções indesejadas na gravação, o software apresenta uma linha de tempo com timecode até 24 horas numa só sessão. Se por acaso se exceder esse tempo, o Nuendo Live adiciona automaticamente mais um dia à linha de tempo. Outra forma de acontecerem interrupções na gravação prende-se com as limitações aos tamanhos dos ficheiros. O formato WAV padrão tem um limite de tamanho de 4GB. Para ultrapassar esta barreira, a plataforma grava por defeito sob o formato RIFF 64 Broadcast Wave File, um standard estabelecido pela EBU (European Broadcast Union). Se estiver a ser utilizado num sistema de ficheiros FAT32, o Nuendo Live separa automaticamente os ficheiros de gravação antes da barreira dos 4GB ser atingida.

De forma a evitar que se perca o início de um concerto por causa de uma falha momentânea de atenção, o software tem um buffer de pré-gravação que guarda até 60 segundos de áudio antes de se carregar no botão para gravar. Além disto, a sessão é gravada automaticamente de forma periódica. No entanto, ao contrário de algumas outras plataformas em que a função de auto-save implica uma interrupção no funcionamento do software, no Nuendo Live esta ocorre de forma integrada no próprio software e em paralelo com o funcionamento normal. Ainda para evitar acidentes, é possível trancar o programa, evitando que um toque acidental num botão tenha consequência mais graves.

Para além de todas as funções de gravação, o Nuendo Live também incluí algumas ferramentas básicas de edição que permitem limpar um pouco as gravações. Ferramentas para copiar, cortar, colar, aparar e separar permitem, por exemplo, retirar ruído indesejado entre músicas.

O áudio gravado pode ser exportado nos formatos Wave/Broadcast Wave, MP3 ou AAF. A integração com outras plataformas mais avançadas de pós-produção está assegurada, mas é mais rápida com o Nuendo 5.5 (a versão mais recente deste software de pós-produção áudio). É possível abrir uma sessão gravada usando o Nuendo Live directamente no Nuendo 5.5 e começar a editar, sem ser necessário mais nada. Ainda a nível de integração, o Nuendo Live inclui integração total com a série de consolas digitais Yamaha CL através de um plug-in de extensão. Esta extensão permite que funções das consolas CL, como copiar o nome do canal, definição de marcador e controlo de transporte sejam directamente reflectidas no interface do Nuendo Live. Por seu lado, a consola CL mostra informação importante providenciada pelo Nuendo Live, como tempo de gravação corrente e restante. A ordem dos canais, nomes e mesmo as cores definidas são apresentadas de forma igual quer no Nuendo Live quer na no ecrã da consola Yamaha CL, facilitando ainda mais a operação integrada de ambos.

O Nuendo Live tem um preço de venda ao público anunciado de 329€ (IVA incluído).

EGITANA