Roland, novos Blues Cube

Roland, novos Blues Cube

Nero

A Roland apresentou o Blues Cube Tour e o Blues Cube Artist 212, duas novidades para a reverenciada gama de amps de guitarra Blues Cube. O Blues Cube Tour é um amp tipo stack com cabeça de 100 watts e coluna 4×10, enquanto o Blues Cube Artist 212 é um combo de 85 watts equipado com dois altifalantes de 12 polegadas.

Ambos os amps possuem o aclamado design Roland Tube Logic, que oferece um som valvulado autêntico e resposta de toque com vantagens modernas como menos peso e funcionamento livre de manutenção. Indo mais longe na modelação, a abordagem Tube Logic, da Roland, começa por reproduzir meticulosamente, em todos os aspectos, o funcionamento interno dos amps valvulados da era tweed reverb, incluindo as características de distorção a válvulas de pré-amp e output, compressão da fonte de alimentação, interacção do altifalante e muito mais. Grande sentimento, controlo de distorção com sensibilidade e volume, resplandecente, brilhante, amplitude de corrente eléctrica e mais – tudo o que os músicos adoram num bem calibrado amp a válvulas vintage está abundantemente presente no Blues Cube.

O Blues Cube Tour é o novo topo de gama e o amp mais poderoso do alinhamento. Possuidora de 100 watts colossais, a cabeça Tour oferece ampla potência e headroom em grandes concertos. A coluna acompanhante CAB410 dá agudos suaves e um grave rico em volumes elevados, oferecendo um som limpo e de largo espectro em qualquer concerto. Equipada com quatro altifalantes específicos de 10”, a CAB410 dá-te a clássica configuração 4×10 open-back dos procuradíssimos combos vintage, mas numa conveniente coluna independente com tamanho e peso reduzidos.

bluescube_tour_front_gal

Painéis dianteiro e traseiro do Blues Cube Tour.

Painéis dianteiro e traseiro do Blues Cube Tour.

O Blues Cube Artist 212 é um amp combo de duplo altifalante apto para grandes palcos. Dois altifalantes de 12” específicos e 85 watts de potência providenciam amplitude limpa para ataque e autoridade na execução. O Artist 212 também possui tamanho e peso reduzidos, quando comparado com os típicos amps 2×12, sendo ideal para músicos na estrada que precisam da voz mais cheia e maior projecção de um combo de duplo altifalante.

bluescube_artist212_front_gal

O painel do Blues Cube Artist 212.

O painel do Blues Cube Artist 212.

Quer o Blues Cube Tour quer o Artist 212 estão equipados com dois canais independentes – um vocacionado para sons mais limpos e o outro para crunch. Cada canal tem os seus comutadores de Boost e Tone para modeluar o seu carácter. E o maleável controlo de gain do canal Crunch oferece uma larga gama de sons de distorção. No modo único Dual Tone os músicos podem misturar ambos os canais em simultâneo para mais possdibilidades sonoras. Com a Tube Logic, o Blues Cube produz as complexas características de distorção de um amp a válvulas quando o volume está elevado. A variação de Power Control do Blues Cube disponibiliza as configurações 0.5 W, 15 W, 45 W e Max, permitindo usufruir desse som preenchido e musical com um volume ajustado a qualquer situação, desde a gravação de ensaios a concertos em bares.

Ambos os amps estão equipados com reverb de alta qualidade, tal como effects loop para conjugar aparelhos externos. O Blues Cube Artist 212 inclui também um efeito tremolo. Jacks de footswitch são disponibilizados para controlar remotamente a selecção de canal e outras funções durante a execução. O Blues Cube Tour e o Artist 212 também possuem conectividade USB, tornando simples os músicos registarem directamente os sons aptos a gravar nas suas aplicações de gravação favoritas no computador.

Para saber mais sobre os amplificadores de guitarra Blues Cube Tour e Blues Cube Artist 212, visita Roland.com.

EGITANA