Roland Revive Caixas de Ritmo TR

Roland Revive Caixas de Ritmo TR

Redacção

A Roland recuperou dois algo obscuros circuitos analógicos dos 80s, as groovebox TR-707 e 727, para o contemporâneo mundo digital.

Em 1985, a Roland lançou as Caixas de Ritmo TR-707 e TR-727. Com um lugar de destaque ao lado de outras caixas de ritmos clássicas da Roland, esta dupla dinâmica de bateria e percussão já marcou presença em grandes sucessos de muitos géneros musicais, incluindo synth pop, acid house, industrial, electro, indie, alternative e muito mais. Graças à nossa tecnologia Analog Circuit Behavior (ACB), agora podes ter o som e a experiência autêntica destas influentes caixas de ritmo diretamente dentro do teu DAW — com atualizações modernas que as transportam para um território completamente novo.

Eis o comunicado da marca, na íntegra…

Antes da TR-707 e TR-727, a Roland lançou a agora lendária TR-909, que foi desenvolvida como sendo um híbrido analógico-digital, em vez de um dispositivo totalmente digital. Os chips de memórias e os conversores digital-para-analógico tinham um custo muito elevado na altura, por isso existia a preocupação de que um design totalmente digital tornaria o produto inacessível para muitos músicos e com opções limitadas de modelação de som. No entanto, depois do lançamento da TR-909, a Roland adotou a tendência da tecnologia digital com um par de caixas de ritmo que combinavam sons em sample com o interface intuitivo da TR — recentemente melhorada com faders individuais, práticos e rápidos.

As novas máquinas digitais TR eram muito ansiadas, antes mesmo do seu lançamento no mercado. A TR-707, com o seu laranja vivo, possuía as capacidades de sequenciamento de patterns mais avançadas até ao momento, e incluía 15 sons de bateria potentes que abrangiam todos os básicos, desde o bombo e tarola até aos timbalões e pratos. A sua irmã, a TR-727, era uma potência de percussão com 15 sons inspirados na cultura latina, que podiam elevar qualquer ritmo a novos níveis. Cada unidade era formidável de forma individual, mas em conjunto formavam uma dupla imparável.

Desenvolvidas em meados dos anos 80, a TR-707 e a TR-727 possuíam módulo de reprodução de samples de 25 kHz, 8-bit (ou 6-bit para alguns sons), que seria primitivo em comparação com os padrões atuais. Estas taxas de bits baixas causavam ruído de quantização durante o decay do som, por isso foram utilizadas formas de onda PCM sem decay, com o decay introduzido posteriormente no circuito analógico. Além disso, os desvios no clock e o downstream do circuito analógico do conversor D/A causavam variações nas características de pitch e decay. E apesar de a TR-707 e TR-727 não permitirem editar sons, a combinação destes fatores acabou por torná-las altamente populares e procuradas pelo seu som lo-fi único e agradável.

Apesar de as TR-707 e TR-727 serem principalmente dispositivos digitais, é impossível captar com perfeição o seu som único utilizando samples. Para replicar estes sons em software, começámos com os dados originais de wave PCM encontrados nas máquinas clássicas, e depois utilizámos a nossa modelação Analog Circuit Behavior para recriar completamente a fase de saída PCM, cuidadosamente incluindo todas as suas peculiaridades e instabilidades. Através da modelação do envelope analógico e das fases de amplificador, posteriores ao conversor D/A, conseguimos implementar afinação, decay, ajuste de clock PCM e outros parametros disponíveis no plugin que não estão presentes nas unidades originais.

Tivemos a atenção e o cuidado de tornar a TR-707 e TR-727 especiais, tal como o hardware original. Skins realísticas, novas e clássicas, combinam com a tua energia, e os dois modelos incluem todos os sons e patterns originais. Mas estas recriações vão muito além do vintage, com patterns para géneros modernos, opções incríveis de modelação de som, sequenciamento modernos, “drag and drop” de áudio/MIDI para o teu DAW, múltiplas-saídas e muito mais. A 707 e 727 até trabalham em conjunto como uma só unidade, com kits e patterns correspondentes que se complementam na perfeição. Carrega um kit, carrega um pattern e deixa a magia acontecer.

Com inspiração proveniente de modificações aftermarket, a nossa modelação de circuito avançada oferece parâmetros que permitem espreitar o que está por baixo do capô e modificar o som de todas as formas e feitios. Podes ajustar o Ataque do Bombo e o Estalo da Tarola, e cada som possui afinação e decay ultra-suave. Até podes aplicar overdrive no circuito interno, modificar o comportamento de cada forma de onda PCM e ajustar o clock PCM desde 6.25 kHz até 100 kHz para travessuras sonoras.

Apesar de o sequenciador original da TR-707 e TR-727 ter sido o mais avançado de sempre na altura, este sequenciador atualizado vai muito mais além, incorporando funcionalidades que permitem adicionar detalhes e nuances aos teus ritmos. A abertura do painel de edição expandido do sequenciador revela pistas individuais de sequenciamento com mute, solo e shuffle ajustável para cada instrumento. O accent por-passo está incluído, e cada passo pode disparar pancadas fortes ou fracas, alternar sons, três tipos de sub-passos e nove tipos de flams.

As Caixas de Ritmo em Software TR-707 e TR-727 oferecem a experiência totalmente autêntica destas máquinas clássicas, diretamente para o teu estúdio. E apesar de captarem a energia vintage destes instrumentos, são completamente modernas, oferecendo compatibilidade com os workflows atuais. Os interfaces de utilizador detalhados são completamente redimensionáveis para qualquer configuração de monitor, e podes fazer “drag and drop” de MIDI e patterns de áudio diretamente para as tuas pistas ou cells. Os dois plugins são compatíveis com VST3, AAX e AU e possuem compatibilidade nativa com a Apple silicon.

Mais info e samples na Roland.

EGITANA