Squier FSR Classic Vibe Esquire

Squier FSR Classic Vibe Esquire

Redacção

A Squier acaba de introduzir novos modelos Fender Special Run (FSR), incluindo versões dos seus designs Mustang, Stratocaster e Telecaster. A marca aproveitou o embalo para revelar também o modelo Classic Vibe Esquire, aproximando a histórica e clássica guitarra dos nossos dias e das nossas carteiras.

A nova FSR Esquire surge em três acabamentos, todos eles com binding branco reforçado, delimitando a frente e as costas do corpo da guitarra. Os acabamentos são Black, Three-Tone Sunburst de três tons ou Lake Placid Blue.

De resto, o resto das especificações são consistentes nos três acabamentos. Há um corpo de madeira nato com braço (bolt-on) em maple, com acabamento em verniz âmbar brilhante. A escala em louro indiano possui raio de 9,5 polegadas, com 21 trastes estreitos e uma escala de 25,5 polegadas.

A ponte é um modelo fixo de três saddles em estilo vintage, completa com a placa que enquadra o único pickup da guitarra: um single-coil em alnico com design Fender. A ponte também permite ter as cordas em string-through ou top-loading.

A disposição electrónica é fiel à das Esquires originais, com um selector de três posições, volume e tone, tudo instalado na placa de controlo metálica. Embora não haja, obviamente, nenhum pickup de braço para activar com o switch, pode anular-se o botão de tone do circuito e obter um som mais brilhante ou activar um som mais filtrado.

Como sucede com o outro trio de novos modelos FSR, estas guitarras ainda não estão listadas no catálogo da marca, mas já se encontram disponíveis em alguns distribuidores. Os seus preços são tão convidativos como sempre. A Classic Vibe Esquire vale uns 440 paus.

Enfrentamos tempos de incerteza e a imprensa não é excepção. Ainda mais a imprensa musical que, como tantos outros, vê o seu sector sofrer com a paralisação imposta pelas medidas de combate à pandemia. Uns são filhos e outros enteados. A AS não vai ter direito a um tostão dos infames 15 milhões de publicidade institucional. Também não nos sentimos confortáveis em pedir doações a quem nos lê. A forma de nos ajudarem é considerarem desbloquear os inibidores de publicidade no nosso website e, se gostam dos nossos conteúdos, comprarem um dos nossos exemplares impressos, através da nossa LOJA.
EGITANA