Teisco Ressuscita

Teisco Ressuscita

Nero

A marca nipónica criou a sua lenda na década de 60, cessando produção em 69. Três novos pedais promovem o regresso.

A japonesa Teisco, originada no final dos anos 40, criou a sua reputação já nos anos 60, através de icónicas guitarras e baixos, bastante peculiares. Acabaria, contudo, por parar produção em 1969 e os seus instrumentos tornaram-se bastante procurados por coleccionadores.

A edição de 2018 da Winter NAMM, teve lugar entre 25 e 28 de Janeiro, marcou o regresso da marca ao activo, fruto de um investimento da empresa BandLab Technologies, através de três novos protótipos de pedais: um fuzz, um boost e um delay. Meng Ru Kuok, CEO da BandLab, deu a entender, em declarações ao MusicRadar, que a marca irá regressar também à produção de guitarras eléctricas, enquanto falou dos novos pedais e conceito da marca:

«A Teisco nunca foi uma marca de repousar à sombra da bananeira. Adoramos a forma como celebra o individualismo, a experimentação e o arrojo. Desenhámos uma gama de pedais que inspiram os músicos a correr riscos e alargar horizontes na forma como procuram construir o seu som. Estamos muito entusiasmados em estar a trazer de volta esta incrível marca – podem esperar muito mais coisas».

Não há ainda detalhes disponíveis sobre os novos pedais, mas podem visitar o site oficial, para referência futura (e para esse história do browser ter algo além de RedTube).