Typhoon e Spin da Vestax

Typhoon e Spin da Vestax

Nero

 TYPHOON Se procuras um controlador audio usb/Midi com placa de som incorporada, para “mixar” a tua música, esta é uma escolha acertada. Com um design bastante arrojado, com o preto e o encarnado a sobressairem, só vais precisar de um bom par de colunas e dos headphones para sentires o feeling de “mixar” digitalmente em qualquer sítio onde queiras tocar! É muito parecida com a Vestax Spin, mas esta apenas permite tocar com um portátil Mac, enquanto a Thypoon bomba em Pc (inclui Windows 7 e Vista 64bits, mas não em AMD) e Mac.

 

Performance

Os jogwheels são de boa qualidade, mas não são topo de gama, compartilhando a mesma funcionalidade com outros controladores Vestax DJ’s. Se tocares na parte metálica da roda podes fazer andar a música para frente e para trás ajustando onde quiseres o teu ponto inicial. Se tocares no jogwheels de lado, ele acelera e pára conforme o movas no sentido horário ou anti-horário. Assim, o jogwheels habitualmente serve duas funções. Também o podes usar para controlar um dos efeitos built-in, um “filtro”, mas assim é necessária outra forma de acelerar e desacelerar músicas: a Vestax tem incluído dois botões + ou – para deslocar o registo através do mesmo processo descrito com os jogwheels. Além de botão de Sync em cada deck que, por sua vez, tem ainda botões de Play, Cue Point [para definir onde tu desejas começar] e Cup [de ter a música de volta ao ponto de sinalização], o controlador divide-se ao meio, além de efeitos e ajustar os controles de saída, para o lado esquerdo controlar o deck esquerdo e o mesmo sucede do lado direito].O botão do filtro permite estar a tocar e mover o jogwheel esquerda ou direita e irá introduzir progressivamente um hi-band ou low-band. É um efeito clássico que vais reconhecer instantaneamente. O crossfader é bom; os tempo faders são de curta distância (difícil de ajustar com precisão). Embora não seja normal ter faders em vez de botões para graves, médios e agudos para ajustar a equalização no deck, eles trabalham bem, reduzindo as frequências.O botão Loop Set com um + e – permite loopar em qualquer tempo da música e é de uma precisão bastante agradável! O botão Song List, permite seleccionar a playlist no Traktor e navegar até encontrar o que desejas carregar, no respectivo deck. Assim não é necessário a interação com o teu portátil, tendo todos os comandos na Vestax Thyphoon.

O software é uma versão reduzida do Traktor, o chamado Traktor LE. Traktor (os principais concorrentes são o Virtual DJ e o Serato Itch). Esta versão tem uma limitação de efeitos e não permite gravação directa dos próprios sets. Não é o cálice sagrado deste tipo de material, mas para quem quer começar é uma boa escolha.

 

VESTAX SPIN

A Spin é muito parecida com a Typhoon. Isso porque é basicamente o mesmo controlador, mas totalmente dedicado ao Macintosh. Permite ligação directa ao iTunes.

Assim como a Typhoon, a Spin foi construída com placa de som e também possui alimentação via USB. Isso significa basicamente que é só ligar ao Mac, colunas e phones e ela começa logo a “bombar”. Vem ainda com um microfone, um Shure SM-57. É importante referir que depois de ligada e com pouca luz ambiente, a Vestax Spin tem cores muito alternativas, que fazem com que quem a veja não fique indeferente.

 

Performance

A perfomance da Vestax Spin é praticamente igual à da Thypoon, por isso não me vou alongar muito, no que diz respeito aos faders, pitchs, sync ou loops. O que importa falar é do jogwheel, um pouco diferente. Se tocares no meio do jogwheel podes usá-lo para “scratch” e se rodares o jogwheel de lado, a música anda para a frente e para trás. Bastante parecido com um “prato de vinil”.

Funciona muito bem com o software que vem incluído, DJAY 3.0, que ao contrário do Traktor LE permite gravar os sets.

O DJAY 3.0 encaixa que nem uma luva nesta mesa da Vestax, que aceita todos os tipos de ficheiros audio tais como: Mp3, Aac, Wav, Aiff, Cd´s e músicas compradas no iTunes. Outra vantagem da Vestax Spin é que, com a ligação do microfone, conseguimos ter, em tempo real, efeitos na voz, tal como aumentar e diminuir a velocidade da voz. Sempre muito estável, com boa qualidade de outputs permite monotorizar o master e a entrada para microfone em separado.

É uma boa opção para um Dj que está agora a começar.  

 

EGITANA

fender