THR100H Dual

THR100H Dual

Redacção

A nova besta dual channel da Yamaha é um dos melhores amps do ano. Não há outro amp a reunir tamanho poder e versatilidade.

Somos fãs do THR, da sua versatilidade e qualidade sonora. Portanto, não podíamos estar mais entusiasmados com as novas cabeças de 100 watts e, particularmente, o modelo THR100H Dual, que passou na nossa redacção para suar e fazer estremecer as paredes traseiras da igreja de S. Domingos.

Tal como os modelos originais, os amps apresentam cinco tipos de amplificação pré-configurada. As novidades são uma secção power amp com maior dinâmica, com emulações seleccionáveis de som de válvulas e alternância de topologia classe A ou A/B. Saem os efeitos de flanger, chorus ou delay, mas são mantidos os reverbs. E agora há boosters assináveis independentes e simuladores de altifalantes IR, assim como entradas singulares ou de disposição autenticamente dual, para uma ligação genuína de duas vias. Tudo isto e os novos modelos não ultrapassam, sequer, os 5 quilos de peso.

Em qualquer amp, a escolha das válvulas pode marcar toda a diferença no som.

Emulação de Válvulas | Nas novas cabeças, a Yamaha procurou capturar o nível de interacção dos componentes entre os altifalantes e o amplificador (essa a realidade conhecida como damping factor) e promete surpreender. Os modelos pré-configurados de válvulas são: 6V6, EL84, KT88, 6L6GC e EL34. Recordando que os THR não incorporam válvulas reais no seu design, usando a Tecnologia VCM (Virtual Circuitry Modeling) da marca para reproduzir as características de cada um destes tipos de válvulas. Todavia, este é um grande passo, afinal, em qualquer amp, a escolha das válvulas pode marcar toda a diferença. Desde o calor, suavidade e riqueza harmónica, de uma 6V6 aos médios pronunciados e graves cerrados de uma EL34, alterar as suas válvulas é o mesmo que alterar o amp. Contudo, isso pode ser difícil; escolher as válvulas certas, trocá-las e ajustar a polaridade do amp (bias), pode custar tempo e dinheiro e é fácil errar, se não têm a certeza do que estão fazer. Assim, de forma super fácil, podem até escolher entre a suavidade de compressão e resposta e a distorção old-school de um classe A ou a cerrada resposta de graves, amplo headroom e dinâmicas de um classe A/B para cada tipo de válvula.

Boost & Footswitch | As cabeças THR estão equipadas com um booster configurável, que pode ser activado directamente no amp ou via footswich. A emulação é feita, uma vez mais, pela tecnologia VCM e vai desde um boost para solos limpos a um acréscimo de overdrive mais denso. O footswitch, específico para cada modelo, é opcional e, além do boost, activa também a função reverb e FX loop, além de comutação A/B/A+B, no caso do THR100H Dual. Os pedais possuem conectores standard de 5 pins DIN MIDI.

As saídas de altifalantes não necessitam sequer de “dummy load”, portanto podem desligar as colunas para gravar ou treinar em silêncio sem preocupações com danos no amp.

Simulação do Impulso de Resposta de Altifalante | Qualquer amp só soa tão bem quanto o último elo na cadeia do sinal, que é, geralmente, a coluna ou o microfone. As novas cabeças THR simulam o impulso de resposta de altifalante para gerar um som DI muito próximo do som de uma coluna bem micada. Há simulações de várias colunas e micros de elite, disponíveis via ligação USB, mas não é tudo – podem utilizar qualquer ficheiro IR disponível online e fazer download de pré-configurações, em comunidade de users, ou até recorrer a software especializado para criar a vossa própria configuração de raíz. E, com o intuito de tirar o THR de casa ou do backstage e colocá-lo em palco, os novos modelos possuem saídas XLR para ligação a equipamento áudio profissional de concerto ou gravação. As saídas de altifalantes não necessitam sequer de “dummy load”, portanto podem desligar as colunas para gravar ou treinar em silêncio sem preocupações com danos no amp.

A  THRC212 é a coluna concebida especificamente para combinar com o THR100H Dual, com drivers Eminence Legend 1218 e The Tonker, ambos de 12”. Com comutação de operação mono ou stereo, pode escolher-se que driver emparelhar com qual amplificador ou canal. Com caixas em contraplacado, com 18mm de espessura, num design de traseira fechada, a construção está preparada para a estrada, além da sua cosmética capaz de não arruinar o feng shui da sala de estar.

O THR100H Dual é um dos amps do ano!

Acreditem, este é um dos amps do ano: tem a “jarda” inconfundível dos mastodontes classe A e uma miríade de soluções de modelação sonora que o torna numa unidade de luxo em qualquer cenário musical! Vejam o teste AS, no vídeo (em baixo). Na Arte Sonora #59, podes ler o teste completo – incluindo a app de modulação sonora do THR100H.