Aloe Blacc @ Aula Magna [04.05.2011]

Nero

Não será descabido imaginar as influências musicais que serão o resultado da soma entre Al Green, Stevie Wonder, Marvin Gaye, a quem presta homenagem no início do concerto, e o inevitável Michael Jackson. Sem esconder essas mesmas influências, destila soul music, num recinto lotado e extático, com o primeiro momento da noite: uma homenagem a todas as mães e a todos os que são queridos dos presentes na sala. E de repente, temos toda a gente a partilhar abraços e a gritar o nome da mãe, numa experiência cheia de intensidade e comunhão, entre público e artista, de se lhe tirar o chapéu.

Durante pouco mais uma hora a sala fica contagiada pela energia de Blacc, até ao momento de "I Need A Dollar"; se até aí já tinha sido enorme, o espaço pareceu demasiado pequeno para tanta alma, a euforia e a esperança de dias melhores transbordou o recinto e foi mais um memorável momento de “Peace and Love”, como o próprio fez questão de referir, como alicerces básicos da nossa existência, mostrando um Aloe sonhador e esperançado num mundo melhor.

 

Foi disso que se tratou basicamente. E entre dar um empurrão a Maya Jupiter, de quem é produtor, e anunciar que estará de volta a Portugal no Cool Jazz Fest, regressa a palco para uma sublime versão de "Billie Jean", provando as suspeitas em relação à influência. E quando se lembra os mortos, doasse-lhes vida.

Termina a noite como começou, com uma enorme devoção e crença na mensagem que transmite. Uma noite diferente para melhor. A Aula Magna soma actuações memoráveis e, no final, a cereja em cima do bolo: mal saí do recinto já estava Aloe Blacc a distribuir sorrisos e autógrafos no espaço de merchandise, na entrada. É um caminho duro até ao topo, mas ele parece decidido, escreve o seu nome no meu press enquanto me olha como se devesse conhecer-me de algum lado – há muita gente emocionada e ainda em delírio nesta fila – mas não… trocamos algumas palavras, felicito-o e digo-lhe como vou terminar esta review, para ficar mais um momento de comunhão a partilhar com todos vocês e trocamos um "Peace and Love man" que vos estendo a todos.