Built to Spill

Built to Spill

2013-09-04, Lux
Nero
9

Possivelmente um dos concertos do ano e a prova de que há bandas que foram feitas para o palco, mais que para estúdio.

Os BUILT TO SPILL iniciaram o concerto de rajada e com o que poderia ser encarado como uma metáfora, através do título “Goin’ Against Your Mind”. Um malhão revelador de sensações sobre a banda, que se tornaram em confirmações. O quinteto é capaz de soar ao vivo duma forma muito superior ao que acontece nos discos – para usar uma analogia “futeboleira”, a diferença de rendimento é aquela de CR7 na Selecção Nacional ou no Real Madrid. É um mistério, mas conseguem demonstrar melhor a tremenda capacidade dinâmica que possuem, ao longo dos temas, já de si longos, com doses de experimentalismo aumentadas. Os embates estéticos que sucedem durante um tema como “Conventional Wisdom” são elucidativos, harmónica, rítmica e melodicamente, percorrem-se caminhos da Califórnia a Nashville e até Seattle.

Muita da solidez que permite essas rápidas viagens é fruto do novo baterista STEVE GERE. Soberbo na forma como foi capaz de tanto permitir as expansões de ego das três guitarras, dar uma potência “roqueira” clássica à actuação e ainda assim “respeitar” integralmente as condicionantes de volume de uma sala algo desajustada para o acontecimento. O baterista foi como um Compressor humano que esteve a masterizar o som do concerto em tempo real. Ter três guitarristas é coisa que dá jeito. Permitiu que JIM ROTH pudesse resolver o problema com que se estava a debater na ponte da sua Telecaster Deluxe, sem quebras no concerto, e que mais tarde, imagine-se, BRETT NETSON decidisse abrir o seu pedal wah para lhe calibrar a acção!

Grande concerto de uma das bandas, eventualmente, mais injustiçadas com o “esquecimento” de todas as partes da indústria [público, media e labels]. O encore foi feito ao som de “(Don’t Fear) The Reaper” dos Blue Öyster Cult e “How Soons Is Now”, dos The Smiths. No final ficou a promessa de uma entrevista com JIM ROTH, para nos falar sobre o seu hobby… construção de amplificadores.

FOTOS: Catarina Torres