10

Cream

Disraeli Gears

ATCO, 1967-11-02

EM LOOP
  • Sunshine Of Your Love
  • Tales Of Brave Ulysses
  • SWLABR
  • Outside Woman Blues
Nero

O segundo dos quatro álbuns lendários dos Cream. O álbum que possui “Sunshine Of Your Love” e que foi rejeitado por Ahmet Ertegün.

Foi em 1966 que Jack Bruce, Eric Clapton e Ginger Baker se juntaram para formar uma lenda. Os Cream gravaram 4 álbuns até 1969. O terceiro, “Wheels Of Fire”, foi o primeiro duplo LP na história da indústria a atingir a Platina, em vendas.

O primeiro álbum da banda, “Fresh Cream”, criara uma poderosa mistura de blues, pop e rock ‘n’ roll. O álbum foi editado em Dezembro de 1966 e, logo no início de 1967, os Cream andavam já nas sessões do segundo álbum e a procurar aumentar o seu sentido psicadélico. E então nasceu a jóia da coroa da banda…

Numa noite dessas sessões, Eric Clapton, qual fanático, foi ver Jimi Hendrix, com a Experience, no Saville Theatre, em Londres. O guitarrista convenceu Ginger Baker e Jack Bruce, este último que nunca vira, até aí, Hendrix, a acompanhá-lo. Foi, então, no dia 29 de Janeiro de 1967, que Baker viu um concerto mesmerizante do mago das seis cordas e seguiu em delírio febril para casa, onde lhe surgiu a frase musical que é repetida ao longo de todo o tema. “Sunshine Of Your Love” era a homenagem de Baker ao talento incendiário de Hendrix. Um dos maiores riffs de sempre!

Nesse mesmo ano, os Cream deram os seus primeiros concertos na América, em New York. Aí, o manager da banda, Robert Stigwood, marcou as sessões de estúdio com Ahmet Ertegün, nos Atlantic, que começaram no dia 03 de Abril. O lendário owner da Atlantic Records escolheu, nada mais, nada menos, que um dos mais reputados engenheiros da editora para trabalhar com os CreamTom Dowd.

Depois de trabalhos na música clássica e no jazz, com Coltrane ou Thelonious Monk, era a primeira vez que Dowd iria ser exposto ao volume infernal de bestas de 100 watts da Marshall. «Toda a gente que havia gravado usara Fender Deluxe (à volta dos 20 watts) ou Twin (até aos 80 watts)», confessou o saudoso Tom Dowd. O engenheiro conseguiu criar um som que é uma cápsula perfeita da era em que o psicadelismo e o blues se fundiram e criou com a banda um disco que é uma das quintessências do rock, onde se se cruzam os universos de “Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band”, de Hendrix e de Clapton e de onde germinaram Led Zeppelin, Deep Purple ou Black Sabbath. E tudo isto foi conseguido em cerca de três ou quatro dias!

Mas, no final, “Sunshine Of Your Love”, além de “Strange Brew” e “Tales of Brave Ulysses”, precisamente menos bluesy e mais psicadélicos e pesados, desagradaram a Ertegün e o segundo álbum dos Cream foi “recambiado” da Atlantic para a sub-divisão ATCO. Imagine-se! A Atlantic, actualmente, edita discos do David Guetta