8

Cut Slack

Lovers On The Line

NOS Discos, 2016-05-30

EM LOOP
  • How I Fell About U
  • Grand Canal
  • Old School Party
Nero

O primeiro parágrafo de apresentação do álbum diz que “Lovers On The Line” «remete-nos para o passado, presente e futuro… São 13 faixas de nostalgia futurista, de produção apurada, com “ambientes” que relembram Prince ou Fleetwood Mac». Isto para dizer que, por vezes, os elogios nos press release não são exagero algum.

Aliás, a essas referências devemos acrescentar o tremendo balanço e groove dos beats, tal como o imenso corpo de graves da sintetização. E a solidificar tudo, sempre lá no fundo, sente-se uma alma bem Motown! Cut Slack até estará a arriscar menos musicalmente neste álbum do que em trabalhos de produção que desenvolveu com artistas como Da Chick ou Isaura. “Lovers On The Line” é cativante pela forma como soa directo e imediato, como consegue ser “orelhudo” e como até um pouco de azeite dá mais sabor ao álbum – ouça-se o solo de guitarra logo em “Kickstart” ou o solo de saxofone em “Walking Away”.

Isto para nem falar daquele açúcar à Wham! que se escuta em “Fill Me” ou “Grand Canal”, por exemplo. “How I Feel About U”, sem ponta de nacionalismo brega, estaria como leading single em qualquer coisa de MGMT. Tudo num álbum que não tem canções que se destaquem excessivamente de outras, antes se ouve de uma ponta à outra.

E se o Johnny Jewel pode ser um “synthimentalão” com os 80s, porque não pode o Fred ,que nos lembra neste disco quão divertida pode ser a música, sê-lo também? Come on, cut me some slack!