8

D’Alva

#batequebate

NOS Discos, 2014-05-26

EM LOOP
  • Frescobol
  • Lugar Estranho
  • Primavera
Hugo Tomé

Antes de mais, é preciso entreter. Faz falta alegrar, distrair e descomprimir, e quanto mais houver para vibrar, aproveitar e desfrutar, melhor! E depois?! Depois é preciso saber! Ser capaz de animar, entusiasmar e cativar, e quanto mais agitado, descomplexado e pouco complicado, melhor!

Como Alex D’Alva Teixeira e Ben Monteiro. Criadores de uma nova pop lusa com pinta, esperteza e outra tanta astúcia. Apropriada para os mais descarados, imprópria para alguns vertebrados. Atestada de pandam, ginga-ginga e balanço num descontraído encontro de batidas, dinamismo e qualquer género de abananço. Quase sempre influenciada por ritmos, batimentos e sintetizações de oitentas. Quase sempre partilhada por estilos, arranjos e canções sem tretas. E se à primeira é uma pop agradável, dançável e insuperável como “Frescobol”. No final é a música acessível, flexível e imperdível dos D’Alva.

#batequebate… #movequemove… #divertequediverte…