8.5

Horace Silver

Live Newport '58

Universal Music, 2008-11-05

Nero

Este registo ao vivo não é uma novidade, como se depreende facilmente pelo título da sessão, mas mais uma manifestação de génio da grande carreira do pianista descendente da ilha lusófona de Cabo Verde. Apenas em forma de resumo introdutório, Horace Silver é um dos grandes nomes do jazz por ter sido pioneiro do hard bop, da sua ousadia e audácia, características que são demonstradas nesta sessão.

Este concerto apresentava a estreia de Junior Cook no saxofone (tenor), um virtuoso e “louco” que acompanha aqui o vibrante piano rhythm & blues de Horace Silver, sempre suportados pela grande coesão ritmíca, providenciada por Gene Taylor e Louis Hayes, que todavia mantém sempre a pressão sobre os temas, obrigando os solos a manterem a sua energia, à qual se juntava o balanço do trompetista Louis Smith, enfim, um quintento impressionante numa impressionante sessão recuperada pela produção de Michael Cuscuna para o catálogo da Blue Note.

Todavia, esta sessão em Newport serve precisamente como testemunho da capacidade musical do influente pianista. Os quatro temas discorrem a sua criatividade enquanto compositor, com temas de padrões entrecruzados sob uma excitante vibração funk e mesmo um sentimento latino em vários momentos, e a sua capacidade enquanto executante capaz de segurar a banda durante toda a actuação, dando-lhe profundidade e estruturação, mesmo durante os seus improvisos – e ouvindo particularmente o tema “Cool Eyes” percebe-se claramente que é Horace Silver que está no comando da acção.