Oathbreaker, Turbulência Emocional

Oathbreaker, Turbulência Emocional

2016-11-26, Musicbox, Lisboa
Nero
7
  • 7
  • 8
  • 8
  • 6

Numa actuação com algumas oscilações, mas com momentos indeléveis, “Rheia”, esteve em destaque na passagem dos Oathbreaker pelo Musicbox.

A feérica Caro Tanghe, cuja actuação sucedeu em crescendo, desarmou imediatamente os presentes, iniciando o concerto com a sua voz solitária em “10:56”, a introdução a “Second Son Of R”.

E se aquela dupla de canções, que é também a abertura do seu mais recente álbum, transmitiu a violência cativante do post-hardcore dos belgas, durante o concerto foi tomando forma a ideia de que a banda está a assumir ideais melódicos e dinâmicos próximos da tradição de Yorkshire, os quais cruza com ventos gelados do norte, que se traduzem numa espécie blackgaze.

Na deslumbrante execução de Immortals, os Oathbreaker abriram feridas cuja cicatrização será demorada a quem viu o concerto

É certo que em “Rheia” a banda consegue ampliar a sua capacidade de comunicação emocional, cujo ponto alto teve lugar na arrasadora “Immortals”, mas a transposição do álbum para concerto é um processo ainda em aberto. Lutando constantemente contra alguma cacofonia, com o balanço entre amplificação e bateria a demorar a ser estabelecido, a expressividade vocal de Caro teve oscilações de intensidade, apesar de ter sido o elemento que constantemente resgatou canções.

Em suma, os Oathbreaker ainda parecem mais confortáveis nos momentos em que respondem à sua matriz primária, através da libertação de ondas sucessivas de aspereza como em “Glimpse Of the Unseen”, único tema de “Mælstrøm”, álbum de estreia da banda, que encerrou o concerto.

SETLIST

  • 10:56
    Second Son of R.
    Where I Live
    Where I Leave
    Being Able to Feel Nothing
    Needles in Your Skin
    Immortals
    Glimpse of the Unseen