Pulled Apart By… Rock

Pulled Apart By… Rock

2014-07-18, Herdade do Cabeço da Flauta, Meco
Nero
7
  • 9
  • 8
  • 7
  • 7
  • 1

Frenéticos, ruídosos e azarados.Os Pulled Apart By Horses foram, com os Sleigh Bells, as grandes vítimas do caos provocado por meia hora de chuva.

Os rockers de fim-de-semana, que depressa abandonaram o palco EDP após Satriani, perderam o veneno explosivo dos Pulled Apart By Horses. “V.E.N.O.M.” abriu uma tempestade de guitarras eléctricas, de agressividade e criatividade rítmica, que seria também um prenúncio meteorológico. A banda de Leeds parece ter trazido consigo a chuva que acabou por motivar o cancelamento súbito da setlist.

Com riffs numa escala “Zeppeliana”, um nível de barulho numa escala “Bleacheana”, e um baterista provindo de uma escola Mötorhead, o quarteto arrasou o palco com a mesma energia que dispenderia se estivesse a tocar para 20 mil pessoas, pese ter estado a tocar para umas 200. A meio da excelente dinâmica e cruzamento melódico das cordas de Tom Hudson e James Brown, a fúria de amplificação só foi silenciada pela chuva. A opção da organização por um palco totalmente descoberto foi “remendada” com chapéus de sol (de espalanada) a servir de abrir à amplificação, enquanto o Diabo esfregava um olho, os panos ensopados escorriam directamente para cima dos amps e as guitarras molhadas davam pequenos choques eléctricos aos músicos.

Sem dar tréguas na velocidade e agressividade da performance, e a contra gosto, a banda acabou mesmo por ser forçada a deixar em metade a sua setlist e abandonar o palco. Inglório…

Foto: Pedro Mendonça