Rock in Rio Lisboa: Palco Vodafone – 2º dia

Rock in Rio Lisboa: Palco Vodafone – 2º dia

2016-05-20, Rock in Rio Lisboa
Bernardo Carreiras
7
  • 7
  • 9
  • 7

Pista, Sensible Soccers e Boogarins fizeram a festa.

O sol brilhou no segundo dia de concertos na Bela Vista. Os horários serão uma questão a reconsiderar, mais uma vez, o primeiro concerto do dia no palco secundário do Rock in Rio voltou a ter um público quase inexistente.

Pista | Com poucos se faz a festa e os portugueses Pista sabem fazê-la melhor que ninguém. O power trio revelou-se como uma banda sensação da cena underground. “Bamboleio”, álbum de estreia, está repleto de melodias contagiantes que em palco assumem forma e põem qualquer um a mexer-se. “Ivone”, “Puxa” ou “Sal Mão” foram apenas algumas das malhas que pudemos escutar. A acompanhá-los para algumas canções esteve Alex D`alva Teixeira (D`alva), ou “Freddie Mercury da Moita” como lhe chamaram, que nos encantou com os seus passos de dança. A fechar o set tivemos direito à incrível faixa de dez minutos “Queráute” que pisca o olho ao indie rock de bandas como os Foals.

Sensible Soccers | Cada concerto dos Sensible Soccers é como uma viagem pelos mundos de uma música que tanto tem de cerebral como de imaginária. Com o novo álbum “Villa Soledade” às costas, a banda ganhou todo um novo estatuto e confiança em palco. A mistura de sintetizadores a que já nos habituaram continua a fazer maravilhas criando atmosferas altamente sensoriais. O set foi quase todo composto por músicas do novo álbum contando no entanto com “Ulrike” e “AFG” do primeiro álbum “8”, bem como “Zaire 1974” presente no EP de 2012 “Fornelo Tapes, Vol.1”. Das músicas do novo álbum o destaque vai para “Nunca mais me esquece” e “Shampoo”, música com a qual terminaram o  concerto. A faltar ficou o single “Sofrendo por você”, que foi deixado fora da setlist.

Boogarins | Os brasileiros Boogarins fecharam a tarde no palco secundário com o seu rock psicadélico. Terminada a tour pela América, a banda proporcionou-nos um concerto sólido e bem ensaiado. O à vontade e simpatia dos músicos aliam-se ao talento e às melodias solarengas presentes no EP “As Plantas que Curam” e o mais recente álbum “Manual”. Fazendo ponte entre músicas de ambos os álbuns, houve ainda espaço de sobra para a improvisação, como é característico neste tipo de banda. O conjunto saiu no entanto prejudicado devido a alguns problemas técnicos de qualidade do som e pelos constantes aviões que passam quase a roçar o palco. “Tempo”, “6000 dias” ou “Lucifernandis” foram algumas das músicas presentes na setlist dos goianos.

SETLIST

  • SENSIBLE SOCCERS
    Clausura
    Villa Soledade
    Nunca Mais Me Esquece
    Zaire 1974
    Ulrike
    AFG
    Guarani
    Shampoo
  • BOOGARINS
    Falsa Folha de Rosto
    Tempo
    6000 dias
    Infinu
    San Lorenzo
    Cuerpo
    Auchma