8

Sharon Van Etten – Are We There

Are We There

Jagjaguwar, 2014-05-26

EM LOOP
  • Our Love; Tarifa; Every Time The Sun Comes Up
Hugo Tomé

De mochila às costas, com as incertezas de quem passou muito tempo sem destino, não houve truques, nem teorias, apenas uma história resumida num disco intitulado “Tramp”. Com sensibilidade, honestidade e modéstia. Porque a humildade chega sempre mais longe e Sharon Van Etten é muito mais do que sincera e autêntica. É uma deslumbrante cantora e compositora, cujo encanto e envolvimento ultrapassam uma vez mais as extremidades dos sentimentos.

A música que faz é de uma franqueza e beleza letais, espremendo e absorvendo o último dos recursos vitais. A voz que tem é limpa e cristalina, iluminando e reflectindo o recanto mais encoberto da alma. Se “Tramp” foi uma verdadeira confissão de todas as dúvidas e angústias de um corpo perdido. “Are We There” é a continuação da regeneração e superação de um corpo ainda ferido. São golpes e escoriações que perduram sobre a fragilidade e amabilidade de “Our Love”, “Tarifa” e “Every Time The Sun Comes Up”.

Os desgostos passam, Sharon Van Etten não.