8

The Men

Tomorrow's Hits

Sacred Bones Records, 2014-03-04

EM LOOP
  • Dark Waltz; Different Days; Pearly Gates
Hugo Tomé

Rock n’ Roll. Esse velho conhecido. Outrora novo, um jovem aguerrido. Outrora revolucionário, um rebelde assumido. Por vezes forte, unido. Por vezes desamparado, perdido. Há quem te queira sóbrio, limpo e arrumado. Há quem te queira embriagado, sujo e esgrouviado. Todos te querem. E os The Men querem-te de qualquer maneira.

Que o colectivo de Brooklyn não gosta de estar parado, já sabíamos. Que “Tomorrow’s Hits” só podia ser um disco de Rock n’ Roll, também. Os The Men já fizeram tudo e mais alguma coisa. Já foram bons, maus e vilões. Já foram aprendizes, professores e mestres. Ainda não sabem cantar, mas diga-se, estão mais clássicos, sabidos e antigos como “Dark Waltz”, “Different Days” ou “Pearly Gates”. Canções tão boas e bem conservadas como esse velho, o Rock n’ Roll, que não morre, nem tão pouco fica incapacitado ou moribundo. E já agora, “Tomorrow’s Hits”, não é melhor, nem pior, que os seus antecedentes. É só, uma vez mais, diferente.

São p’ra amanhã, mas também podem ser p’ra hoje.