The Vintage Caravan, putos ferozes

The Vintage Caravan, putos ferozes

2014-09-02, Stairway Club, Cascais
Nero
8
  • 9
  • 7
  • 8
  • 8

Vamos imediatamente desistir de tentar replicar a grafia dos nomes de cada um dos três putos islandeses que passaram em Portugal para mais uma liturgia de rock n’ roll no Stairway Club. De qualquer modo, o nome da banda é perfeitamente esclarecedor – por Cascais passou uma caravana cheia de riffs, grooves e solos dos anos 70.

Mais que o tão em voga psicadelismo, estes putos (sim, gente que mal tem os 20 anos feitos) agarram-se tenazmente à fúria que conseguíamos ouvir através dos dedos de Jimmy Page, na altura de “Led Zeppelin I”. Não se tratam de colagens, porque o balanço mais “cavalgante” dos riffs cria antes uma evocação mental do rock clássico. Como se, através da música dos islandeses, nos fosse despoletado o ambiente frenético da memória musical que uns anitos passados a ouvir Purple, Sabbath, Hendrix ou Cream imprime em qualquer um.

Se um miúdo é capaz de tocar guitarra assim, a razão só pode ser uma: os pais não lhe davam leite, davam-lhe shots de bourbon, empurrados, goela abaixo, por cerveja.

Ok, é inevitável escrever o nome de Óskar Logi Ágústsson. Se um miúdo é capaz de tocar guitarra assim, a razão só pode ser uma: os pais não lhe davam leite, davam-lhe shots de bourbon, empurrados, goela abaixo, por cerveja. A descontracção rítmica, a ligeireza de balanço, a criatividade nos solos… é, de facto, o líder da caravana. Acabou o concerto exausto, aliás cada um dos três músicos terminou o concerto encharcado em suor – o sinal da glória. Se não suam a fazer música, ou, para todos os efeitos, outras coisas… não há êxtase.

Uma palavra para os Karpa. O concerto terá sido um pouco longo, mas a banda também deu tudo em palco. Com o EP de estreia a ser lançado, e acreditem que vale a pena ouvi-lo, os temas perdem uma certa alquimia blues e soul, que está presente em estúdio, ganhando em agressividade. Esse equilíbrio, é o trabalho que têm pela frente.

Foto gentilmente cedida por José Carlos Santos.

SETLIST

  • Craving
    Midnight Meditation
    Cocaine Sally
    The King’s Voyage
    Psychedelic Mushroom Man
    Sun-Ray
    M.A.R.S.W.A.T.T.
    Expand Your Mind
    Winterland
    Let Me Be
    Going Home
    Know Your Place