Carcass Anunciam Novo Álbum e Estreiam Malhão “Kelly’s Meat Emporium”

Carcass Anunciam Novo Álbum e Estreiam Malhão “Kelly’s Meat Emporium”

Redacção

Os Carcass têm um álbum novo gravado e pronto a ser editado, mas cujo plano de lançamento tem sofrido consecutivos adiamentos desde que a pandemia se começou a espalhar pelo mundo.

Surgiram agora movimentações concretas do lado da Nuclear Blast e da banda britânica, com o anúncio da data de 17 de Setembro para a edição de um muito aguardado “Torn Arteries”.

Para provar que desta vez é mesmo a sério, a banda tratou de disponibilizar também uma canção nova, com o título “Kelly’s Meat Emporium”. A capa do álbum, que leva o título bem à letra, também jápode ser observada em baixo. Recorde-se que a edição do novo álbum da banda liderada por Jeff Walker e Bill Steer, estava originalmente agendada para 7 de Agosto de 2020.

A LOUD! recorda uma entrevista ao site australiano HEAVY Music Interviews, o guitarrista Bill Steer explicou que o título do novo álbum deriva de uma maqueta que Ken Owen, baterista e membro fundador da banda, gravou quando ainda era adolescente. «Ele tinha uma banda fictícia chamada TORN ARTERIES e gravou tudo no quarto — com uma guitarra e batia literalmente em caixas e gritava para o microfone. E a coisa toda ficou tão distorcida que, mesmo que estivesses a ouvir uma guitarra acústica e uma caixas, parecia pesada. Acho que o Jeff  [Walker, baixista/vocalista] gostou dessa conexão com o passado e do facto de ser outro clássico do Ken Owen. Na verdade, foi uma escolha dele e ficou».

01. Torn Arteries 02. Dance of Ixtab (Psychopomp & Circumstances March No. 1) 03. Eleanor Rigor Mortis 04. Under The Scalpel Blade 05. The Devil Rides Out 06. Flesh Ripping Sonic Torment Limited 07. Kelly’s Meat Emporium 08. In God We Trust 09. Wake Up And Smell The Carcass /Caveat Emptor 10. The Scythe’s Remorseless Swing

Enfrentamos tempos de incerteza e a imprensa não é excepção. Ainda mais a imprensa musical que, como tantos outros, vê o seu sector sofrer com a paralisação imposta pelas medidas de combate à pandemia. Uns são filhos e outros enteados. A AS não vai ter direito a um tostão dos infames 15 milhões de publicidade institucional. Também não nos sentimos confortáveis em pedir doações a quem nos lê. A forma de nos ajudarem é considerarem desbloquear os inibidores de publicidade no nosso website e, se gostam dos nossos conteúdos, comprarem um dos nossos exemplares impressos, através da nossa LOJA.
EGITANA