Jon Lord não resiste a cancro

Timóteo Azevedo

Jonathan Doulgas Lord, mais conhecido por Jon Lord, faleceu hoje em Londres, após uma longa batalha contra o cancro pancreático que o assolava. A sua morte foi anunciada em comunicado oficial no site do músico, compositor, pianista e instrumentista do orgão eléctrico Hammond. Tinha 71 anos.

O inglês ganhou notariedade por fundir o rock com formas clássicas e barrocas, em especial com Deep Purple. Membro fundador da icónica banda, Lord e o baterista Ian Piece foram os únicos membros constantes no período entre 1968 e 1976, assim como quando se voltaram a reunir em 1984 até à reforma de Jon em 2002. O riff de entrada em “Child in Time” é da sua autoria.

Para além de Deep Purple, Jon Lord também trabalhou com Whitesnake, Paice, Ashton & Lord, The Artwoods e Flower Pot Men, a que juntou vários trabalhos a solo.

“É com tristeza profunda que anunciamos o falecimento de Jon Lord, que sofreu um embolismo pulmonar fatal hoje, Segunda-feira 16 de Julho, na The London Clinic, após uma longa batalha contra um cancro pancreático. Jon estava rodeado pela sua família.

Jon Lord, o teclista lendário de Deep Purple co-escreveu muitas dos temas lendários da banda incluíndo “Smoke On The Water” e tocou com muitas bandas e músicos durante a sua carreira.

É mais conhecido pelo seu trabalho orquestral “Concerto for Group & Orchestra” estreado na Royal Albert Hall com Deep Purple e a Royal Phillarmonic Orchestra em 1969 e regida pelo ilustre Malcom Arnold, um feito repetido em 1999 quando foi novamente interpretado na Royal Albert Hall pela London Symphony Orchestra e Deep Purple.

O trabalho a solo de Jon foi universalmente aclamado quando eventualmente se reformou de Deep Purple em 2002.

Jon passa da Escuridão para a Luz.

Jon Lord, 9 de Junho de 1941 – 16 de Julho de 2012.”

http://www.youtube.com/watch?v=OorZcOzNcgE&feature=plcp

EGITANA