Steve Hackett Edita “Surrender Of Silence” em Setembro

Steve Hackett Edita “Surrender Of Silence” em Setembro

Redacção
Tina Korhonen

O lendário guitarrista inglês Steve Hackett vai lançar um novo álbum, “Surrender Of Silence”, a 10 de Setembro.

O antigo guitarrista dos Genesis aproveitou o confinamento para trabalhar, tendo mesmo escrito dois discos. Em Janeiro, lançou “Under A Mediterranean Sky”, que atingiu o nº 2 na tabela de álbuns do Reino Unido: No próximo mês de Setembro será a vez de “Surrender Of Silence”, uma nova exploração do amor de Hackett pela world music.

Tal como com “Under A Mediterranean Sky”, “Surrender Of Silence” foi gravado pela banda de Steve Hackett: Roger King (teclados, programação e arranjos orquestrais), Rob Townsend (saxofone, clarinete), Jonas Reingold (baixo), Nad Sylvan (voz) e Craig Blundell (bateria), mas também por Phil Ehart e Nick D’Virgilio (bateria), Amanda Lehmann, Durga e Lorelei McBroom (vozes), Christine Townsend (violino, viola), Malik Mansurov (tar) e Sodirkhon Ubaidulloev (dutar).

«Com a secção rítmica monstruosa de Jonas, Craig, Nick e Phil, juntamente com o saxofone e o clarinete baixo de Rob, Nad, Amanda e eu nas vozes, o órgão sombriamente poderoso de Roger e a minha guitarra, mergulhámos a fundo numa libertação selvagem de energia», referiu o guitarrista.

A viagem proposta em “Surrender Of Silence” leva-nos desde as orquestrações clássicas da Rússia (“Natalia”) às planícies de África (“Wingbeats”), às misteriosas costas orientais (“Shanghai To Samarkand”), tudo através das profundezas do oceano (“Relaxation Music For Sharks (Feeding Frenzy)”). «É um álbum sem limites», acrescenta Hackett, «cavalgando aquela onda, libertando aqueles demónios, sonhos e pesadelos, todos a baterem juntos sobre a costa».

O guitarrista conclui: «Gostei do poder deste álbum. Permitiu que a minha guitarra gritasse de alegria e raiva… e mais uma vez voasse através desses oceanos para terras distantes. É fantástico estabelecer uma ligação criativa com músicos de lugares distantes, particularmente quando não nos conseguimos encontrar».

Depois de deixar os Genesis no final de 1977, a carreira a solo de Hackett, que já conta mais de 30 álbuns, demonstrou a sua extraordinária versatilidade tanto com a guitarra eléctrica como com a acústica. Hackett é conhecido como um músico de rock imensamente talentoso e inovador e um virtuoso guitarrista, facto reconhecido em 2010 quando foi empossado no Rock And Rock Hall Of Fame.

01. The Obliterati; 02. Natalia; 03. Relaxation Music For Sharks (Featuring Feeding Frenzy); 04. Wingbeats; 05. The Devil’s Cathedral; 06. Held In The Shadows; 07. Shanghai To Samarkand; 08. Fox’s Tango; 09. Day Of The Dead; 10. Scorched Earth; 11. Esperanza

Enfrentamos tempos de incerteza e a imprensa não é excepção. Ainda mais a imprensa musical que, como tantos outros, vê o seu sector sofrer com a paralisação imposta pelas medidas de combate à pandemia. Uns são filhos e outros enteados. A AS não vai ter direito a um tostão dos infames 15 milhões de publicidade institucional. Também não nos sentimos confortáveis em pedir doações a quem nos lê. A forma de nos ajudarem é considerarem desbloquear os inibidores de publicidade no nosso website e, se gostam dos nossos conteúdos, comprarem um dos nossos exemplares impressos, através da nossa LOJA.
EGITANA