Coldplay, Game of Thrones: The Musical

Coldplay, Game of Thrones: The Musical

Nero

Tyrion gaba-se de durar para lá do adorado Ned Stark. Reek e Ramsay fazem um dueto comovente. Jon Snow arrebata Ygritte com um clássico rock n’ roll.

Há uns dias falámos na intensidade que os Coldplay estão a colocar no trabalho de estúdio, com vista à edição do álbum “Head Full of Dreams”. Nas redes sociais surgiram títulos de canções que poderiam parecer como títulos provisórios. “Still Going Strong”, “Closer To Home”, “I’m A Real Bastard”, “Rastafarian Targaryen” ou “Red Wedding” não farão parte do novo álbum, mas fazem parte de um musical de Game Of Thrones. Ou melhor, fazem parte do divertido documentário ficcional dos trabalhos de estúdio e ensaios para o suposto musical, documentário esse que foi exibido pela NBC a noite passada como parte da programação Red Nose Day, da network. O Red Nose Day é um dia em que a programação da NBC serve para angariar fundos para crianças desfavorecidas.

Aliás, além do trabalho musical para a curta-metragem, os Coldplay entregaram uma guitarra assinada pela banda para leilão, que decorre até dia 28 de Maio. O vencedor do leilão irá também receber uma litografia da capa do anterior álbum dos Coldplay, “Ghost Stories”.

No documentário ficcional podemos ouvir os temas supra citados cantados pelas estrelas da famosa série televisiva. Há momentos comoventes, divertidos e de uma tensão de cortar à faca, como quando Alfie Allen (Theon Greyjoy/Reek) entra em estúdio e dá de caras com Iwan Rheon (Ramsay Bolton). Também podemos ouvir Kit Harrington (Jon Snow) cantar uma versão de “Wild Thing” (original dos Troggs) a Rose Lesie (Ygritte), trocando a evocação original da canção por “Wildling”. Cheio de referências ao ambiente dos livros e da série televisiva, “Game Of Thrones: The Musical” são 12 minutos de diversão entre uma grande parte do elenco e a banda liderada por Chris Martin. No final, qual será a reacção de George Martin, criador do mundo de Westeros? Cliquem no play para descobrir…

EGITANA